Juventude

Estudantes protestam em Santa Rita (PB)

Estudantes protestam contra retirada de ônibus universitário para a UFPB

Estudantes fecharam o centro de Santa Rita, no interior da Paraíba, contra ataque do Prefeito Marcus Odilon Ribeiro Coutinho (PSDB) e conquistaram a reativação da linha

quarta-feira 6 de fevereiro| Edição do dia

Ontem (5) estudantes da UFPB fizeram barulho no município de Santa Rita, contra o cancelamento do ônibus que há anos transporta os estudantes da UFPB residentes em Santa Rita, até o campus. O Prefeito havia publicado um decreto que estabeleceu diversos critérios para acesso ao ônibus, com um prazo de uma semana para cadastramento. O movimento estudantil local, organizou então uma reunião com representantes da prefeitura para alteração de alguns requisitos presentes no decreto, como o limitante referente à renda, a exclusão dos estudantes da pós-graduação, tempo de moradia no município, além da arbitrariedade e o autoritarismo na simples publicação do decreto, quando estudantes dependem do ônibus para seguir na universidade.

Na quarta-feira passada (30), representantes da prefeitura asseguraram que alterariam todas as demandas do movimento estudantil local no decreto, inclusive a extensão do prazo para os estudantes recém aprovados no SISU, que seria publicado no dia seguinte, o que não ocorreu. E tampouco o ônibus seguiu circulando, como seria retomado na segunda-feira. No domingo a noite (3) os estudantes receberam uma notificação via whatsapp afirmando que não existiriam mais ônibus, pela grande quantidade de cadastros recebidos. Então, foi organizado o protesto ontem (5) pela imediata reativação do ônibus, para que no mesmo dia já circulasse para os estudantes do noturno e exigindo a publicação do decreto com as alterações acordadas. O barulho foi tanto que o ônibus voltou a circular na mesma tarde.

Nós do Esquerda Diário nos solidarizamos com os estudantes de Santa Rita. Esta tentativa de corte é expressão dos planos das Prefeituras para atacar os direitos e condições de vida dos trabalhadores e da juventude. Hoje foi anunciado plano de Reforma Trabalhista para a juventude dentro da Reforma da Previdência que nos quer fazer trabalhar até morrer. É urgente que as Centrais Sindicais e a UNE convoquem um plano de luta que coloque estudantes e trabalhadores ombro a ombro contra os ataques!




Tópicos relacionados

Nordeste   /    Juventude

Comentários

Comentar