Educação

BRASÍLIA

Estudantes ocupam prédio da UnB contra as demissões dos terceirizados

Juan Dias

RIO DE JANEIRO

quinta-feira 17 de agosto| Edição do dia

Estudantes da Universidade de Brasília (UnB) decidiram ocupar na madrugada desta terça-feira (15) o Bloco de Salas de Aula Sul, no campus da Asa Norte como forma de protesto frente à demissão de trabalhadores terceirizados da universidade.

Foram 118 os trabalhadores terceirizados demitidos que prestam serviços na empresa RCA Serviços que atua dentro da UnB. A empresa alega que a medida é devido a que o contrato com a universidade foi reduzido em R$700mil. A UnB acumula um déficit de R$100 milhões

Os estudantes em luta da UnB estão desde o começo de junho lutando contra a precarização da universidade que está sendo implementada pela própria reitoria.
Estudantes afirmam que "Realmente os cortes do governo têm a maior culpa. Só que gente entende que a reitoria não é só um órgão gestor, é um cargo político. As demissões começaram nas férias de forma covarde.". Também denunciam que "A comunidade acadêmica não pode silenciar. Nós também estamos lutando pela aula, mas que aula é essa? São aulas dignas, tanto pra gente quanto pros trabalhadores. Não queremos os trabalhadores da limpeza em condição análoga à escravidão", afirmou um dos integrantes da ocupação.

Os estudantes também protestam contra o processo de demarcação e titulação de terras ocupadas por remanescentes das comunidades dos quilombos, manobra da bancada ruralista que quer tirar essas comunidades para lucrar com essas terras.




Tópicos relacionados

Educação   /    Brasília

Comentários

Comentar