Educação

EDUCAÇÃO - LUTA CONTRA OS CORTES

Estudantes e servidores do IFSP fazem atos contra corte de verbas para a educação em cidades do interior

quarta-feira 24 de agosto| Edição do dia

Hoje, aconteceram manifestações de estudantes, técnicos-administrativos e professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo contra os cortes de verbas promovida pelo governo federal e contra a PEC 241, em várias cidades do interior paulista.

Após o Ministério da Educação do golpista Michel Temer ter apresentado a previsão orçamentária para 2017, que apresenta um valor equivalente a 2012, quando os Institutos contavam com dois terços de unidades e pouco mais da metade do número de matrículas, os estudantes e servidores das escolas da Rede Federal de Educação Ciência e Tecnologia começaram a se mobilizar.

Em Matão, mais de 160 manifestantes, entre estudantes e servidores do IFSP-Matão, marcharam pela cidade com o mote “educação é um direito, cortes de verbas eu não aceito”. Durante a manifestação houve panfletagem denunciando os cortes de verbas e os ataques aos direitos sociais da população expresso pela PEC 241. A manifestação foi bem recebida pela população da cidade.

Em Barretos, cerca de duzentas pessoas, entre estudantes e servidores do campus, fizeram um ato em frente ao Instituto se manifestando contra os cortes de verba da educação e saúde, marcando também sua oposição à PEC 241. Também pôde ser visto manifestações contra o golpe institucional de Michel Temer.

Em Hortolândia, a assembleia dos servidores do campus deliberaram por paralisação no próximo dia 30/08 para se somar à manifestação convocada pelos estudantes do Ensino Médio Integrado da escola, lutando contra os cortes e contra a PEC que congela os gastos com serviços sociais pelos próximos vinte anos. Na assembleia estavam presentes cerca de 90 pessoas entre técnicos-administrativos, professores e membros da comunidade.

Em outras unidades do IFSP também ocorreram reuniões e assembleias para discutir como organizar a luta contra os cortes e a PEC 241.

Outros Estados

Além dessa manifestações no Estado de São Paulo, também ocorreram manifestação na Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba e Goiás, o que mostra que a luta contra os cortes e ajustes do governo e contra a PEC 241 está se nacionalizando, dando início a um processo de luta efetiva para barrar esses ataques.




Tópicos relacionados

Educação   /    Campinas

Comentários

Comentar