Educação

SUCATEAMENTO DO ENSINO SUPERIOR

Estudantes do curso de Letras na USP sofrem com a precarização e falta de professores

A Faculdade de Letras na USP sofre com a falta de professor e com isso acaba prejudicando a graduação de diversos alunos com cancelamento de matérias. Enquanto a reitoria ainda se nega a abrir o livro de contas pra mostrar porque não contrata professor no regime de dedicação exclusiva.

sexta-feira 23 de fevereiro| Edição do dia

Os alunos da Letras – USP foram surpreendidos nessa última semana de férias, quando receberam emails com cancelamento de matérias, que já haviam se inscrito, por falta de professor. A faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas não explica o motivo da crise com falta de professor e apenas diz no email que infelizmente os estudantes não poderão cursar as matérias que já estavam inscritos.

Essa crise com falta de professor é só um sintoma que vem sendo expressando, tanto na letras, como em diversos outros cursos da Universidade de São Paulo, o prédio da letras por exemplo provisório por anos tem o teto que a cada chuva pode cair. A USP sempre que questionada sobre a falta de professores e estrutura nas faculdades, diz estar passando por uma crise orçamentária, e no início de 2017 congelou por 5 anos o investimento na universidade a base de muita resistência dos docentes e discentes e com a ajuda da repressão absurda da polícia no dia 7 de março de 2017.

Veja também: Polícia reprime estudantes e trabalhadores em ato contra desmonte da USP

A universidade na verdade sofre um desmonte há muitos anos pelo governador Geraldo Alckmin e os vários reitores ao longo dos anos. A falta de transparência com as contas da universidade deixa ainda mais escancarado que a USP não quer investir em um ensino de qualidade e público para todos. A reivindicação pela abertura do livro de contas deve ser a demanda dos estudantes nesse novo semestre que se incia dia 26 de fevereiro, sem diversos professores e com a qualidade de ensino cada vez pior. Devemos ter um movimento estudantil que esteja ao lado dos estudantes e convoque um plano de luta contra o desmonte da universidade, para que a Letras e outras faculdades deixem de sofrer, tendo um ensino cada vez mais debilitado.




Tópicos relacionados

Educação

Comentários

Comentar