Educação

UFRGS

Estudantes da UFRGS fazem abaixo-assinado contra o Ensino Remoto excludente e elitista

Estudantes do Instituto de Artes da UFRGS realizaram reunião aberta e debateram o atual papel que a Universidade pode cumprir na pandemia. Está sendo imposto o excludente "ensino remoto emergencial" (ERE), limitando ainda mais o acesso ao ensino superior pois centenas de estudantes não possuem os recursos materiais necessários para acompanhar com internet, celulares e computadores esse modelo de ensino à distância.

terça-feira 23 de junho| Edição do dia

O mundo passa de 9 milhões de infectados pelo novo coronavírus, 1,1 milhão só no Brasil com mais de 50 mil mortos. Diante desse cenário os estudantes pensam que a Universidade não pode ficar omissa e, como se nada estivesse acontecendo, implantar a continuidade do Ensino Superior à distância que excluirá centenas na UFRGS e milhares em todo o país do acesso. Por outro lado todos os que tem acesso podem girar a Universidade com todos os seus recursos humanos e materiais para o combate a pandemia.

Não há como continuar o ensino normalmente assistindo as pessoas morrerem e serem infectadas. Cada curso pode pensar formas de contribuir no combate ao novo coronavírus seja em pesquisas laboratoriais, seguindo as medidas de proteção e segurança, produzindo testes massivos, seja pensando medidas de emergência e campanhas nas comunidades periféricas para barrar a contaminação que avança diante da omissão dos governos que como Bolsonaro querem liberar geral a economia à fim de atender aos interesses dos lucros capitalistas. Nossas vidas valem mais do que os lucros deles!

Compartilhamos a mensagem compartilhada pelos estudantes:

‼️ *IMPORTANTE: ABAIXO-ASSINADO CONTRA O ERE!* ‼️

Fala gente! Tudo bem? Estudantes do Instituto de Artes da UFRGS se organizaram em reunião aberta e tiraram um posicionamento unificado contra o ERE e qualquer tipo de atividade obrigatória durante a pandemia. Entendemos que o ERE irá excluir inúmeros estudantes, em sua maioria cotistas, que não terão acesso material nem psicológico para acompanhar as aulas. Principalmente no momento em que o Brasil chega a mais de 1 milhão de contaminados, defendemos colocar todos os recursos humanos e científicos disponíveis nas universidades a serviço de enfrentar a pandemia!

Esse abaixo-assinado está sendo impulsionado pelo CADi e CATC. Chamamos todos estudantes, professores e demais trabalhadores a se somarem.

*Assine, participe e divulgue:* forms.gle/gGyrERSMomipkp6x8




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    precarização   /    UFRGS   /    Educação

Comentários

Comentar