Juventude

OCUPAÇÃO FSA

Estudantes da FSA denunciam manobras de professores e reitoria contra movimento estudantil

sexta-feira 17 de novembro| Edição do dia

O prédio da Fafil na Fundação Santo André (FSA) está ocupado pelos alunos contra o fechamento da universidade. Entretanto, a Reitoria junto à professores contrários a ocupação soltaram uma nota dizendo que teria uma assembléia, convocando os estudantes para votar contra a ocupação. Entretanto, essa suporta assembléia que não existe faz parte de uma manobra pra ir contra os estudantes que se manifestam pela defesa da universidade.

Reproduzimos abaixo a nota de esclarecimento da ocupação sobre o ocorrido:

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA OCUPAÇÃO FSA

Ontem (16/11), aconteceu a reunião do Conselho de Faculdade da FAFIL com o Diretor da unidade e os coordenadores representantes dos cursos da FAFIL. Após o conselho cobrar um posicionamento da Reitoria e a mesma se negar a participar do conselho, foi deliberado unanimemente a suspensão do calendário de provas até quarta-feira (22/11) e a composição de uma comissão de professores e alunos para participar de uma reunião com a PROAP, à fim de se pensar propostas para a revogação do aumento de 6,5% das mensalidades.

Hoje (17/11) a reunião teve início às 10:00 e foi composta pela Reitoria, PROAP e a comissão que foi decidida no conselho de faculdade, onde estavam presentes 8 professores da FAFIL e 3 estudantes da mesma. As pautas discutidas foram: REVOGAÇÃO DOS 6,5% DE AUMENTO e a RENEGOCIAÇÃO DAS INADIMPLÊNCIAS. A Reitoria apresentou a contraproposta de se fazer o reajuste baseado na inflação nacional em 3,06% alegando que a revogação do aumento, que só pode ser deliberada pelo CONDIR, não pode acontecer pois se torna insolúvel financeiramente para o Centro Universitário Fundação Santo André. A Reitoria propôs que a possibilidade de se estabelecer 0% de aumento das mensalidades foge de sua inteira responsabilidade, propondo que, para que haja a revogação dos aumentos deve haver uma redução proporcional dos salários dos professores e um corte de gastos nos planos de saúde dos mesmos, além disso, propõe reavaliar o contrato e o salário dos professores em regime RTI, afirmando que estes geram custos muito altos de folha de pagamento e não trabalham proporcionalmente pelo que ganham, gerando um déficit para a instituição. A Reitoria coloca também, que deve haver uma sensibilização dos professores diante da responsabilidade da vida financeira institucional.

Foi dado um indicativo por parte da Reitoria e PROAP aos alunos que estavam acompanhando a reunião, que se realizasse uma assembleia hoje (17/11) às 20:00H na FAFIL para informar sobre as propostas que foram apresentadas na reunião com a Reitoria e PROAP. Os alunos se comprometeram a levar o indicativo para o movimento da ocupação, deixando bem claro que os mesmos não representavam a totalidade dos alunos, e que a assembleia só aconteceria se fosse deliberada pelos alunos da ocupação. Em consulta ao movimento foi deliberado que não se realizaria a assembleia no dia de hoje, pois cabe ao movimento dos estudantes decidir a data para a realização da mesma. Deixamos claro que a nossa pauta principal desde o dia 10/11 é pela REVOGAÇÃO IMEDIATA DO AUMENTO DE 6,5% (Resolução 038/17) e essa pauta mais uma vez, assim como no CONDIR, não foi considerada.

Reafirmamos que a ocupação permanecerá até que o aumento seja efetivamente revogado.




Tópicos relacionados

#FSA   /    Educação   /    Juventude

Comentários

Comentar