Educação

ENSINO PRIVADO

Estudantes da FMU organizam manifestação contra desmonte da Universidade dia 15

quarta-feira 5 de julho| Edição do dia

Reproduzimos abaixo chamado de manifestação que está sendo convodada por estudantes da FMU:

A mercenária mantenedora Laureate tem sido, mais uma vez, extremamente prejudicial aos alunos da Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), que sempre se orgulharam de sua instituição e corpo docente.

O novo modelo acadêmico imposto por esta, reduz a carga horária e a qualidade do curso e gera aumento nas mensalidades sem oferta de uma educação melhor.

PODE TE INTERESSAR Após demitir professores, reitoria da FMU sucateia currículo dos estudantes e precariza ensino

Nossa educação, em vez de ser tratada como direito fundamental está sendo tratada como mera mercadoria em um utilitarismo que visa apenas ao lucro desenfreado.
Não queremos redução na grade horária! Não queremos disciplinas à distância nem que nossos professores sejam demitidos em uma clara manobra para redução de despesas. Queremos uma educação a altura do nome que a FMU ainda representa e do preço que se paga.

VEJA TAMBÉM
- Após demissão em massa, professores da FMU decidem por greve
- Desemprego e redução do FIES pioram a situação dos estudantes de faculdades privadas

Laureate, nós dizemos não a precarização do ensino que vocês nos impõem

Nos ajude!

Por mais que a FMU seja uma universidade particular, nós temos companheiros que vão as matrículas porque não vêem outra saída. Antes tinhamos alguns descontos mas a Laureate tirou todos e supervalorizou a mensalidade.

Nosso ato acontecerá no dia 15/07 (sábado), a concentração ocorrerá às 11:00 na Praça da Sé e sairemos com destino ao Campus Liberdade.

Chamem todos os seus amigos que estudam nos mais variados cursos da FMU ou em outras instituições para se unir a nós. Tragam cartazes, buzinas e muita disposição!

LEMBRANDO: ESSA MANIFESTAÇÃO NÃO É DO CURSO DE DIREITO, MAS DE TODOS OS ALUNOS QUE SE SENTEM LESADOS COM A PÉSSIMA ADMINISTRAÇÃO DA LAUREATE!

"Quem sabe faz a hora, não espera acontecer"

LINK PARA O EVENTO NO FACEBOOK: RESISTE FMU #FORALAUREATE

Veja apoio de Diana Assunção, trabalhadora da USP, e Marcella, ex-estudante da FMU:

VEJA TAMBÉM:
- Proposta do Novo Fies quer arrancar 30% do salário pós-formatura
- FMU quer demitir 220 professores e reduzir 25% do número de aulas




Tópicos relacionados

FMU   /    Universidades Privadas   /    Educação   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar