Negr@s

Estátua de Baiana do acarajé é queimada no Centro histórico de Salvador

No ultimo sábado (14), uma estátua de Baiana do acarajé que fica em frente a ABAM (Associação Nacional das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivos da Bahia), no centro histórico de Salvador foi destruída por causa de um incêndio.

quinta-feira 19 de dezembro de 2019| Edição do dia

Foto: ABAM/ Divulgação

No ultimo sábado (14), uma estátua de Baiana do acarajé que fica em frente a ABAM (Associação Nacional das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivos da Bahia), no centro histórico de Salvador foi destruída por causa de um incêndio.

Rita Santos, presidente da ABAM, acredita que o incendia que também atingiu parte da parede e um ar condicionado, foi causado por intolerância religiosa. Ainda não existem suspeitos, incêndio foi controlado, mas a estátua ficou destruída.

A intolerância religiosa é uma das muitas formas que podemos observar racismo no nosso país.O discurso do governo Bolsonaro da base para que coisas como essas aconteçam, enquanto o Estado se declara laico com live exercício de todas as religiões, vemos o discurso de ódio expresso pelo governo e consolidado com o genocídio da juventude negra das favelas.

Pode te interessar: Bolsonaro quer de volta presidente que nega o racismo à presidência da Fundação Palmares




Tópicos relacionados

Intolerância Religiosa   /    Negr@s

Comentários

Comentar