Mundo Operário

BREQUE DOS APPS

"Estamos cansados e queremos dizer basta", diz entregador de brasília

"Estamos cansados e queremos dizer basta", disse Sorriso, o presidente da Associação de Motoboys Autônomos e Entregadores do DF, em entrevista para a equipe do Comitê Esquerda Diário - Cerrado que estava presente hoje na mobilização dos entregadores de Brasília em frente ao Palácio do Buriti.

quarta-feira 1º de julho| Edição do dia

O ato foi parte da mobilização internacional que ficou conhecida como Breque dos Apps, e que está ocorrendo neste 1° de Julho.

Sorriso ainda lembra as justas reivindicações dos entregadores, que nós listamos aqui para te ajudar a entender os motivos da paralisação:

- Aumento do valor por quilômetro rodado;
- O aumento do valor mínimo por entrega;
- Fim dos bloqueios indevidos e reintegração de todos os bloqueados indevidamente,
- Fim da pontuação e restrição de local no Rappi,
- Seguro para os casos de roubo, acidente e seguro de vida,
- auxílio pandemia,
- EPIs,
- E, licença para quem estiver doente.

Eles se organizam num momento complexo da vida política e social do país em que o Brasil se tornou o epicentro mundial da pandemia do coronavírus. O exemplo de combatividade dos entregadores enche de esperança lutadoras e lutadores que entendem a importância de dar uma resposta dos trabalhadores contra os ataques do capital que continuam mesmo frente a crise sanitária que vemos no país.

A cada minuto morre um ser humano no Brasil vitimado pela covid-19, e é nesse cenário que o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha quer abrir o comércio em sintonia com a política genocida de Bolsonaro. É fundamental que os entregadores do DF, um grupo que se arrisca diariamente no trabalho, possa ter sua voz repercutida com sua paralisação.

Veja a seguir o vídeo com a fala do Sorriso:

Ver essa foto no Instagram

Sorriso, entregador de apps em Brasília (DF), falou diretamente do ato dos entregadores sobre as demandas da categoria e o papel criminoso que cumprem as empresas de aplicativos, como Rappi e iFood contra a categoria. Com bloqueios indevidos e redução das taxas, também trabalham sem segurança, com as empresas se recusando a liberar os doentes e grupos de risco. Hoje, em paralisação internacional, entregadores movimentam as ruas exigindo melhores condições e contra a precarização do trabalho! #brequedosapps #ifood #rappi #ubereats #rappibrasil #entregadores #entregadoresantifascistas #antifa #antifascismo #antifascista #entregadoresemotoboys #entregadoresdeapp #entregadoresdebike #profissãoperigo #vamoquevamo #motoboy #motoboys #motoboyprofissaoperigo #entregadores #correria #diasdeluta #brasilia #distritofederal #df #notícias

Uma publicação compartilhada por Esquerda Diário (@esquerdadiariooficial) em




Tópicos relacionados

Breque dos apps   /    Entregadores   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar