Política

SENADO

Escolhido por Onyx para aprovar ataques, Davi Alcolumbre é eleito presidente do Senado

sábado 2 de fevereiro| Edição do dia

Senador do Amapá pelo DEM é eleito presidente do Senado com 42 votos. Após uma sessão com inúmeras discussões acaloradas entre os senadores na noite de ontem (1), na tarde de sábado os senadores se reuniram novamente para eleger Davi Alcolumbre. A vitória se deu após a renúncia de Renan Calheiros em meio à votação. O segundo colocado foi Espiridião Amin (PP), com 13 votos.

O nome de Davi foi proposto por Onyx Lorenzoni, articulador político do governo Bolsonaro, como forma de tirar Renan Calheiros da presidência do Senado e avançar em aprovar a agenda de Bolsonaro. Davi tem uma relação estreita com Onyx Lorenzoni, sua esposa inclusive é empregada no gabinete de Davi.

Com discurso de “renovação”, Davi Alcolumbre teve apoio de muitos partidos tradicionais do poder, como o próprio DEM, setores do MDB (como Simone Tebet) e do PSDB. O partido de Bolsonaro, PSL, votou em peso em sua candidatura, indicando que a presidência de Davi será em grande medida em função dos interesses do governo. Participante do “baixo clero”, Davi está em seu primeiro mandato como Senador da República, mas foi vereador em 2001 pelo PDT, e deputado federal de 2002 a 2010. Em 2017 ajudou Aécio Neves a não ter seu mandato cassado no conselho de ética do senado. Ou seja, de “renovação” só tem as palavras.

Ainda que Renan Calheiros tivesse feito promessas a Paulo Guedes e defesas entusiasmadas da reforma da previdência, Davi conseguiu vencer, configurando uma vitória importante para o governo Bolsonaro nesse início de ano. De forma alguma sua vitória diminui as possibilidades de aprovação da reforma da previdência e demais ataques no Senado.




Tópicos relacionados

Senado   /    Política

Comentários

Comentar