Sociedade

ARARAQUARA

Escola municipal Maria Enaura Malavolta Magalhães teve suas aulas canceladas ontem pela falta de água

quinta-feira 20 de outubro| Edição do dia

Os Bairros de trabalhadores localizados na zona norte da cidade de Araraquara, passam dias sem água. No Selmi Dei, se passam 6 dias sem água dificultando as primeiras necessidades como banho, descargas, banho dos bebês, higiene pessoal e bucal. Neste mesmo bairro e outros na zona norte, seus trabalhadores são demitidos ou não recebendo salários e direitos trabalhistas, como IESA e MetalBras. Sem empregos famílias atrasam contas até a mensalidade ou aluguel da casa; já surge comentários de gente sendo despejada. Agora Escola fundamental Maria Enaura Malavolta Magalhães Cer, localizada no Vale Verde, teve suas aulas canceladas na parte da manhã de ontem (19). Não foram registrados cortes de água nos bairros vizinhos mais ricos.

Desmonte do DAAE

O DAAE tem sido utilizado pela prefeitura para se fazer pedaladas fiscais, ou seja, o dinheiro que iria para investimentos em infra-estrutura e manutenção são utilizados para pagar rombos da prefeitura. Pratica realizada pelos últimos governos de Araraquara e engraçadamente levada pelo Marcelo Barbieri, do PMDB, que teve seu partido votando pelo impeachment por causa das pedaladas fiscais. Loteada por cargos comissionados e super-salários da direção faz com que a empresa fique cada vez pior para que no futuro a’ privatiza, como fizeram com a CTA. A prefeitura em crise busca colocar a culpa nas empresas publicas (como se não fosse responsável pela má gestão), os altos salários e benefícios dos trabalhadores da saúde e educação da prefeitura. Na verdade esconde que a prefeitura tem sido loteada com cargos comissionados, super-salários em altos cargos e o reajuste de 100% nos salários do vereadores os motivos geradores pela falta de verbas.

Ainda o discurso de falta de verbas não pode ser levada pelos gestores da prefeitura, pois a mesma não tem os livros caixa abertos a comunidade. A divida da prefeitura, controlada pelas empresas como Lupo e Cutrale, nunca passou por nenhuma investigação.




Tópicos relacionados

Sociedade

Comentários

Comentar