Educação

PRECARIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Escola da Zona Leste de São Paulo convive com lixo e degradação

A situação das escolas públicas em São Paulo é de extrema precarização. Falta tudo nas escolas, papel higiênico, materiais escolares, ventiladores, merenda.

quarta-feira 1º de novembro| Edição do dia

A situação das escolas públicas em São Paulo é de extrema precarização. Falta tudo nas escolas, papel higiênico, materiais escolares, ventiladores, merenda.

Em muitas escolas essa é a realidade cotidiana, mas na Escola Estadual Mattathias Gomes dos Santos, no Itaim Paulista, Zona Leste de São Paulo, convivem com lixo e um estado crítico de conservação da escola.

No jornal Bom Dia São Paulo foi denunciado que um membro da comunidade escolar mandou fotos da escola que mostram mato alto no pátio, paredes imundas e até uma cobra. A calçada da escola está rachada e o acesso até lá é muito difícil.

A situação dessa escola não é exceção e sim a regra. Para além das questões ligadas ao cuidado dos prédios escolares, a rede pública do estado de São Paulo padece de falta de funcionários e a terceirização dos serviços de merenda e limpeza.

O governo do Estado de São Paulo também cortou os ônibus escolares para as crianças que moram mais longe, agora somente estudantes com até 13 anos tem direito ao transporte escolar. Essa situação aprofunda a evasão escolar, já que muitos deixam de estudar pela distância.

Está claro que os governos municipais, estaduais e federal não priorizam a educação. Ao contrário, cortam verbas, deixam há anos os professores sem reajuste e querem privatizar a educação, isentando o estado de sua obrigação constitucional.




Tópicos relacionados

Crise na Educação   /    Educação   /    Educação

Comentários

Comentar