Gênero e sexualidade

OPRESSÃO NA ESCOLA

Escola chama uso de saias e shorts por meninas de ’atitude abusiva’

Uma escola particular de educação infantil e ensino fundamental em Santos, no litoral sul de São Paulo, enviou carta nesta semana a pais e alunos na qual estabelece que o uso de saias e shorts "extremamente curtos" representa uma "atitude abusiva, sobretudo por parte das meninas", e orienta as estudantes a usar, além da camiseta da instituição, apenas calça ou bermuda. O documento não cita especificações direcionadas aos meninos.

quinta-feira 5 de janeiro| Edição do dia

A atitude do Colégio Universitas, no bairro da Ponta da Praia, provocou reações, principalmente nas redes sociais. "Meninas não têm o direito de se sentirem confortáveis com elas mesmas dentro do ambiente em que eu mais aprendi e me desenvolvi Os meninos podem ir de bermuda, óbvio, pois não são objetos", destacou outra estudante.

Em nota assinada pelo professor coordenador pedagógico da escola, Vincenzo Bongiovanni, o colégio afirma que, "diante das colocações feitas em um texto postado nas redes sociais, no que se refere à posição do Universitas sobre o uso do uniforme escolar, em especial, aos shorts e às bermudas, o colégio esclarece que o único item obrigatório é a camiseta com o logotipo da escola".

"No que diz respeito à concepção educacional, o Universitas tem trabalhado há 37 anos por meio de práticas democráticas, nas quais valorizamos a construção da autonomia, da tolerância e do respeito frente à diversidade que marca a fase da juventude. Estamos sempre atentos às transformações da sociedade, respeitamos e procuramos sempre atualizar nossas formas de trabalho. Entendemos que a sociedade ainda trata mulheres com diferença e, em muitos momentos, como objeto de consumo. No entanto, tem sido nossa missão combater esse pensamento e essa prática", conclui o professor em nota.

Contudo a atitude de proibir os shorts às alunas contradiz a afirmação do professor, ano passado esse tema foi alvo de protestos em escolas do sul do país que também tentaram impedir o livre direito das meninas se vestirem. Uma clara expressão de opressão machista dentro da escola que objetifica as meninas e censura seu direito sobre o próprio corpo e livre expressão na forma de agir e se vestir.




Tópicos relacionados

Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar