Mundo Operário

GARIS DO RIO DE JANEIRO

Escândalo: direção da Comlurb obriga garis do grupo de risco a voltarem a trabalhar em meio à pandemia

Em meio à pandemia do coronavírus, a direção da Comlurb obriga os trabalhadores que fazem parte do grupo de risco a retornarem ao trabalho. A direção da companhia de limpeza havia determinado que trabalhadores, mediante a apresentação de laudo médico comprovando doenças pré existentes como diabetes, doenças respiratórias, hipertensão, entre outras, estariam dispensados de suas funções.

quinta-feira 7 de maio| Edição do dia

Foto: Reprodução/Facebook.

Agora tudo mudou, justo no momento em que avança a crise da saúde com quase 100% dos leitos ocupados no Estado e podendo chegar no pico de mortes e infectados nas próximas semanas, a Comlurb com essa decisão expõe uma massa de trabalhadores à contaminação pelo vírus, justo aqueles que se contaminados têm mais chance de morrer.

Já são mais de 10 mortos por coronavírus na empresa. A direção não garante nem o mínimo para os garis. São inúmeras as denúncias de que nem sequer há sabão, quem dirá luvas, máscaras e álcool em gel, nas gerências. Trabalhadores da Comlurb organizaram um abaixo assinado em defesa dos direitos e da saúde frente à pandemia do coronavírus.

Um verdadeiro absurdo essa situação, em que as gerências da empresa, que nada mais são do que capachos de Crivella e da direção da Comlurb, dão todo apoio a essa política terrível que coloca em risco a vida de milhares de trabalhadores. No vídeo abaixo o gari Bruno da Rosa denuncia essa política de morte na gerência de Piedade, que vai cobrar a vida de centenas de garis.

A Comlurb deve imediatamente voltar atrás com essa política que só vai fazer mais vítimas na categoria por conta do coronavírus. Deve garantir em caráter de urgência todo o equipamento necessários para os garis que colocam suas vidas em risco nessa pandemia garantindo algo essencial para a vida de todos os cariocas que é a limpeza e manutenção da cidade.

Os garis devem ser testados, também. Todos eles e principalmente os que apresentam sintomas de coronavírus, para que caso seja confirmado a contaminação pela doença, se garanta imediatamente o isolamento social, com manutenção do emprego e salário integral.

Crivella que já mostrou outras vezes ser um inimigo da categoria e dos trabalhadores da saúde, os deixando sem salário. Também é conveniente que funcionários do grupo de risco voltem a trabalhar, deixando ainda mais claro que ele está ao lado dos empresários e das grandes figuras de cúpulas das igrejas evangélicas e não do lado dos trabalhadores.

Os garis não vão pagar com sua próprias vidas por uma crise que não foram nem eles nem o conjunto dos trabalhadores que criaram, só os trabalhadores organizados controlando tudo que se produz a serviço de salvar vidas podem dar uma resposta a essa crise que deve ser paga pelos capitalistas.

Nós do Esquerda Diário sempre estivemos ao lado dos trabalhadores da Comlurb. Todos os garis podem fazer denúncias dos abusos cometidos pelas gerências e a direção da Comlurb. Denuncie pelo Whatzapp: 11 9 7750-9596, garantimos o anonimato. Através do Esquerda Diário também impulsionamos Comitês Virtuais, para que possamos fortalecer a luta da categoria e dos trabalhadores. Convidamos todos os garis que queiram participar dessa luta denunciando todos os abusos e ataques, das gerências e dos patrões.




Tópicos relacionados

Coronavírus e racismo   /    Coronavírus   /    Garis   /    COMLURB   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar