Política

SÃO PAULO

Envolvido na máfia da merenda, Fernando Capez, é indicado ao Procon por João Doria

terça-feira 4 de dezembro| Edição do dia

Tanto na eleição municipal de 2016, como também nas eleições para governador do estado de São Paulo, o marqueteiro João Doria sempre enfatizou os discursos demagógicos de que era uma pessoa honesta e que não tinha relação nenhuma com pessoas envolvidas em escândalo de corrupção. Uma bela falácia, pois João Dória que se posa de outsider faz parte deste regime que carrega a corrupção no seu DNA.

Desta vez, o governador eleito disse que seu partidário Fernando Capez, deputado estadual do PSDB, comandará o Procon de São Paulo a partir de 2019. De acordo com próprio Dória ’’Vai comandar o Procon no nosso governo. Resposta clara e objetiva. Já foi convidado, já aceitou e será o presidente do Procon’’. De acordo com o próprio governador eleito, o convite partiu dele mesmo.

Fernando Capez, que foi ex - presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, foi acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por suposto envolvimento na chamada máfia da merenda. A operação Alba Branca, para apurar desvios e fraudes na compra de suco para merenda escolar em São Paulo, veio a público em 19 de janeiro de 2016, quando membros da Coaf, de onde partiu a investigação, acusaram políticos de receberem propina para liberar contratos com o governo e municípios.

João Doria luta para aparecer como a imagem de um novo PSDB, separando-se da imagem das velhas figuras, como Geraldo Alckmin e José Serra que estão bastante desgastados na região. Mas ao mesmo tempo tenta realocar uma raposa velha do PSDB dentro do seu governo, mostrando que o seu discurso contra a corrupção é altamente seletivo e demagógico. Mais uma farsa, do futuro governador que adora fazer apologia a Lava Jato




Tópicos relacionados

João Doria   /    PSDB   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar