Internacional

INTERNACIONAL

Entrevistas: “A caravana de imigrantes é resultado das políticas imperialistas na América Central”.

Entrevistas com Jimena Vergara, editora do La Izquierda Diario México, e Juan Cruz Ferre, editor do Left Voice dos Estados Unidos. Elas foram realizadas no programa de rádio “Pateando el Tablero Jujuy”; disponibilizamos também os áudios na íntegra.

segunda-feira 5 de novembro| Edição do dia

Jimena Vergara:

Áudio

“A maior parte vem de Honduras. Há também salvadorenhos, guatemaltecos e mexicanos; há uma grande quantidade de mulheres e crianças que conformam esta caravana migrante, fugindo desesperadamente das condições econômicas e sociais insustentáveis de seus próprios países”.

“Estas condições são as consequências da intervenção imperialista das últimas décadas, na América Central e no México, em primeiro lugar, a partir da política de segurança comandada pela Casa Branca, conhecida como “guerra contra as drogas”, que levou à militarização destes países e à exacerbação da violência, em particular contra os trabalhadores e os pobres. Em segundo lugar, a partir da imposição do NAFTA, no caso do México, e do CAFTA no caso da América Central, que implicaram no saque dos recursos naturais e em uma precarização extrema da situação do trabalho, que empobreceu a classe trabalhadora e, por outro lado, arruinou o campo e os camponeses. Em terceiro lugar, as condições endureceram em Honduras, depois do golpe de Estado, comandado pela administração democrata de Barack Obama”

“Por outro lado, se espalhou a solidariedade. Os sindicatos, as organizações de direitos humanos, as organizações de migrantes, no México, se aproximam da caravana com alimentos, estoques, remédios, com ajuda médica. E se espera que, quando a caravana chegue ao México (D.F.), a acompanhe uma grande mobilização estudantil.”

“E é muito importante que, dos dois lados da fronteira, se lute por plenos direitos políticos, sociais e econômicos para os imigrantes que trabalham sem documentos nos EUA. É importante exigir a abertura da fronteira, a abolição da polícia migratória dos EUA e lutar contra o muro que Donald Trump está tentando construir.”

Juan Cruz Ferré

Áudio 1

Áudio 2

Áudio 3

“As ameaças de Trump contra a caravana de imigrantes é claramente um gesto político para as eleições legislativas. É um aceno para a sua base mais sólida e conservadora, de direita, antimigrante e racista. Mas não podemos descartar que as ameaças sejam concretizadas. É uma política que Trump vem implementando e vimos, nestes dois anos, esta política antimigrante e que ele vem cumprindo suas promessas.”

“A resposta mais contundente veio das organizações sociais e dos partidos políticos mais de esquerda. Estão organizando marchas, protestos, este final de semana (o passado). Há protestos em diferentes cidades dos EUA contra o envio de forças armadas para a fronteira e em solidariedade com a caravana, exigindo que as fronteiras sejam abertas para receber os imigrantes.”

Nós do Left Voice estamos convocando dois atos simultâneos neste sábado: um em Nova York e outro em Los Angeles. Estas duas cidades têm uma população imigrante muito grande, sobretudo Los Angeles, com importante presença de latinos. Estamos convocando estes atos em frente única com agrupações de esquerda e com agrupações de latinos e imigrantes.”




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    México   /    Imigração   /    Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar