×

BELÉM | Enquanto passa ataques, prefeito de Belém do PSOL isenta templos religiosos de impostos

Depois de passar ataques na prefeitura de Belém, como a reforma da previdência e o congelamento salarial dos servidores municipais, o prefeito Edmilson Rodrigues do PSOL decretou imunidade tributária a templos religiosos.

quinta-feira 27 de maio | Edição do dia

[Foto: Reprodução/ Facebook]

O decreto de Imunidade Tributária (nº 99.952/2021/PMB) garante às instituições religiosas imunidade tributária no IPTU, assim como o decreto n° 100.364/2021/PMB dispensa o pagamento da Taxa de Licença para Localização e Funcionamento.

Pode te interessar: Marcello Pablito: "Abaixo a reforma da previdência da prefeitura do PSOL em Belém"

Enquanto decreta essa imunidade às instituições religiosas, o prefeito do PSOL passa a reforma da previdência no município e não reajusta o salário dos servidores, que está abaixo do salário mínimo e não é reajustado há 5 anos. O argumento de Edmilson para passar esses ataques é de que "pegou a prefeitura quebrada" e de que precisa respeitar a Lei de Responsabilidade fiscal. No entanto, de maneira totalmente contraditória, ele decreta essa imunidade para as instituições religiosas.

Isso demonstra para quem o prefeito do PSOL está preocupado em governar. Enquanto passa ataques contra a classe trabalhadora em Belém, Edmilson faz alianças com setores golpistas, burgueses e religiosos.

Leia mais sobre: PSOL na Prefeitura de Belém: reforma da previdência e congelamento salarial




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias