Política

POLÍCIA

Enquanto ameaça a greve da Petrobrás, PF inocenta Flávio Bolsonaro pelos imóveis suspeitos

segunda-feira 3 de fevereiro| Edição do dia

Ainda essa semana a Polícia Federal entregará relatório final sobre o inquérito que investiga Flávio Bolsonaro. Essa mesma polícia esteve presente militarizando bases da Petrobrás como a Reduc-Rj hoje pela manhã, contra o direito de greve dos petroleiros que estão se organizando contra a privatização da Petrobrás.

Leia aqui: Reduc é militarizada pela polícia para intimidar e reprimir a greve nacional dos Petroleiros

Nos próximos dias a Polícia Federal (PF) deve entregar o relatório final sobre o inquérito eleitoral que investiga o senador Flávio Bolsonaro. Segundo a Folha de S. Paulo, neste relatório o filho do presidente seria inocente, demonstrando não haver indícios de crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Esse inquérito apura as negociações de imóveis e as práticas de “rachadinha” no gabinete de Flávio Bolsonaro. Esse relatório da PF, caso de fato inocente o senador, se diferenciaria do inquérito realizado ano passado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

São muitas as investigações ao senador, apontando que ele teria lavado até R$2,3 milhões com transações imobiliárias e com a polêmica loja de chocolate dele. Segundo o MP, foram identificados mais de 13 assessores que repassaram parte do salário a Flávio Bolsonaro, configurando a prática da “rachadinha”. Além disso, o escandaloso caso dos depósitos na conta de Fabrício Queiroz que totalizaram mais de R$2 milhões.

Fica clara a arbitrariedade da justiça e a quem serve a polícia. Estando a ponto de entregar o relatório final que inocentará Flávio Bolsonaro, a mesma Polícia Federal, em conjunto com a Militar, Civil e Rodoviária estiveram presentes na manhã de hoje, 03, na porta da Refinaria Duque de Caxias, no RJ, ameaçando o legítimo direito de greve dos petroleiros, que se iniciou no sábado, 1º de fevereiro. Isso é somente a confirmação de que não podemos confiar nessas instituições que seguem os interesses privatistas e reacionários, enquanto reprimem os trabalhadores.

Leia também: Greve nacional dos petroleiros chega ao 3º dia enfrentando o boicote da imprensa golpista




Tópicos relacionados

Flavio Bolsonaro   /    Polícia Federal   /    Alerj   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar