Política

CRISE DO CORONAVÍRUS

Enquanto Brasil lidera ranking mundial de novas mortes pela COVID-19, Bolsonaro segue fazendo piadas

Há quase quatro meses a OMS decretou a pandemia do coronavírus. Conforme o tempo passa o descaso dos capitalistas com as milhares de mortes se torna mais claro. Os números de casos já alcança quase os 10 milhões, perspectiva para a próxima semana, sendo que somam-um milhão de novos contaminados por semana.

domingo 28 de junho| Edição do dia

Se olharmos os dados mundiais pensando os dados totais desde o início da pandemia, o Brasil aparece em segundo lugar no número de mortes e de casos. Dados oficiais da UE apontam que o Brasil nos últimos 30 dias liderou o registro de novos casos (863 mil novos casos), sendo que também é líder no número de mortes no mesmo período, 30,6 mil mortos.

Mais de 30 mil mortes em um mês e Bolsonaro e os governos agem como se estivéssemos voltando a uma suposta “normalidade”. Bolsonaro que desde o começo tratou a COVID-19 de “gripezinha” e fez descaso com as milhares de mortes com seu famoso “e, daí?”, segue com sua política negacionista, inclusive ocultando informações sobre os dados de contaminados e mortos.

Pode te interessar: Bolsonaro quebra protocolos sanitários em MG, enquanto Brasil atinge 56 mil mortos pela crise

A falta de testes e o histórico descaso com a saúde pública tem transformando a situação já precária a cada dia mais calamitosa. Hospitais colapsados ou a beira do colapso, mais e mais mortes, mais e mais contaminados. Agora em meio a esse caos todos os serviços são considerados essenciais pelos governos que para tentar mascarar sua gestões, que só visam os lucros de empresários, reabrem os comércios de forma irresponsável, com leis ultra insuficientes, que obrigam o uso de mascaras enquanto não garantem EPIs aos profissionais da saúde pública além de permitirem corte de salários e contratos ultra precários, terceirizados ou uberizados.

Veja também:

Principal hospital do Agreste pernambucano atinge o colapso

http://www.esquerdadiario.com.br/Profissionais-da-Saude-de-Pernambuco-sao-obrigados-a-reutilizar-mascaras-por-7-dias

O Estado é responsável por todas essas mortes e pelas situações de vida cada dia mais difíceis, Bolsonaro e suas políticas reacionárias dão margem para isso além de seguir com seus discursos sarcásticos, satirizando a vida de milhares de pessoas. Os governadores seguem a linha da reabertura e da precarização em nome da economia e dos lucros capitalistas, enquanto a classe trabalhadora segue a níveis estaduais e nacional escolhendo entre morrer de fome ou de COVID, ou no transito como os entregadores de app, que farão paralisação no próximo dia 01, ou pelas balas da polícia se negro e na favela.

Entenda melhor: Com lucros bilionários ao ano, Santander quer que funcionários abram mão de seus direitos




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    COVID-19   /    Coronavírus   /    Governo Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar