Política

ELEIÇÕES RIO DE JANEIRO

Encontro “Saúde com Freixo” reuniu mais de 400 pessoas na Cinelândia

quinta-feira 13 de outubro| Edição do dia

Freixo chegou na Cinelândia acompanhado da vice Luciana Boiteux e do vereador de São Paulo Eduardo Suplicy do Partido dos Trabalhadores que veio no Rio de Janeiro prestar apoio à candidatura do Marcelo Freixo.

A defesa do SUS e a luta contra a PEC241 foram o centro do debate no centro da cidade. Com presença de movimento como Ocupa SUS, Fórum de Saúde, luta antimanicomial, Rede de Médicos Populares.

Suplicy saudou a candidatura do Freixo e aos presentes reivindicando uma "afinidade de histórias" na defesa dos direitos humanos. Afirmou também que o voto no Marcelo Freixo é necessário para começar construir um Rio de Janeiro e um país "mais civilizado". Trouxe ao debate a questão do seu projeto Renda Básica de Cidadania e que se Freixo for eleito colaborará para fazer do Rio de Janeiro um exemplo na sua implementação. Finalizou a intervenção na Cinelândia cantando ’Blowing in the Wind’ de Bob Dylan e foi muito aplaudido pelos presentes.

A ex-candidata a vereadora pelo PSOL, a travesti Indianara Siqueira, afirmou que é preciso de uma "revolução" no Rio de Janeiro e que para isto é preciso votar no Freixo. Um discurso de enfrentamento contra a direita, o Temer e a PEC241 pois com esta sofrerão enormemente os LGBTs.

Renata do Ocupa SUS reivindicou a luta contra a redução do SUS e a necessidade de "devolver a saúde para a gestão pública".

Paulo Cesar Ribeiro afirmou a necessidade de levar a discussão da luta por uma saúde de qualidade a todos os espaços na cidade, em especial a do dia a dia dos trabalhadores da saúde, de politizar a discussão de saúde para conscientizar a população e combater a privatização da saúde e chamou a enfrentar a PEC241.

Cynthia Teixeira do MAIS reivindicou a candidatura do Freixo como uma trincheira em defesa do SUS e contra o arrocho do capitalismo.

Hermano Castro diretor da ENSP da Fio Cruz comemorou a derrota do PMDB e que acredita na vitória no 2º turno e chamou a enfrentar a PEC241 junto com Freixo.
Outras intervenções colocaram a necessidade de lutar e de mudar as condições precárias da saúde, o sucateamento e o processo de privatização da Saúde.

Luciana Boiteux afirmou que a luta por uma saúde pública e de qualidade para todos é a luta da candidatura do Freixo. É uma luta por efetivar os diretos negados na realidade. Reivindicou o "acesso ao aborto legal de qualidade e diferenciado", as creches maternidade e um parto mais humano. Finalmente afirmou que a defesa dos direitos e a luta contra a PEC 241 é nas ruas.

Marcelo Freixo iniciou sua fala colocando que a derrota do PMDB na corrida pela prefeitura do Rio já é uma vitória. Afirmou que é a hora de mudar a história da cidade. Que a luta pelo direito à saúde de qualidade começa pelo direito à cidade, começa lutando contra a mafia dos transportes que tiram os ônibus da zona norte e que fazem os trabalhadores do Rio perderem parte importante das suas vidas no transporte público. Afirmou a necessidade de ampliar o CAPES e dar assistência às pessoas em situação de rua. Criticou a terceirização nos serviços públicos e os calotes destas empresas aos trabalhadores. Chamou o atual esquema de terceirização de "Terceirização irresponsável". Chamou a todos a lutar pela defesa do SUS, por um Plano de Carreira e Salários, por mais contratações via concurso público. Afirmou que o genocídio da juventude negra é também tema de saúde pública. Frente a decisão do Crivella de não participar de mais debates, afirmou que Crivella está com medo e está fugindo e chamou a Record para fazer o debate na Cinelândia. E afirmou que é dever do Crivella com a democracia assistir no debate. Afirmou que "Nós fazemos política com amor, Crivella, você faz política com o medo. O seu partido Crivella votou em favor da PC241, do nosso partido, todos votaram contra". Freixo colocou que quer governar com uma ampla participação da população, com as pessoas nas ruas. E fechou sua intervenção dizendo que "temos 20 dias para ganhar essa cidade".

Marcelo Freixo com um caloroso abraço agradeceu com orgulho a presença e o apoio de Eduardo Suplicy. Todo o ato não teve sequer uma crítica ao PT.




Tópicos relacionados

Eleições Rio de Janeiro   /    Eleições 2016   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar