UNICAMP

Empresa terceirizada Strategic demite dezenas de trabalhadores da Unicamp na pandemia

Em meio a crise do coronavírus, a empresa Strategic, que presta serviço para Unicamp, decidiu demitir cerca de 70 funcionários que fazem o trabalho da portaria, limpeza e vigilância na Unicamp. Essa situação escancara o que significa a terceirização do trabalho, que precariza as condições, expõe os trabalhadores aos risco da contaminação com falta de EPIS e ainda demite. Por isso, a Unicamp que implementa a terceirização também é responsável por essa situação absurda que submetem os trabalhadores.

quarta-feira 22 de julho| Edição do dia

O Esquerda Diário recebeu a denúncia de que dezenas de trabalhadores terceirizados da Unicamp foram demitidos pela empresa Strategic Security, que presta o serviço de limpeza, segurança e vigilância. Além da demissão, a empresa não pagou o salário do último mês, nem mesmo a rescisão contratual que foi parcelada em 6 vezes. Ou seja, são dezenas de pais e mães de família que não vão ter como sustentar suas famílias por conta do enorme descaso da empresa e da Unicamp.

Ontem, 21, os trabalhadores demitidos foram até a porta da reitoria da Unicamp exigir medidas para que possam ao menos receber seus direitos. A reitoria não deu nenhuma resposta e a empresa alegou que não tem dinheiro.

“Tem pai de família que não tem 1 real para dar para seu filho porque eles nem sequer pagaram o salário do mês e mandaram a gente embora, como se fosse qualquer um, como se a gente fosse um cachorro. O que a gente tá querendo é que eles paguem o que eles mesmo acertaram com a gente… Nós vamos lá e ninguém fala nada, fomos na base da empresa em Valinhos e eles chamaram a polícia pra gente, mas a gente não vai desistir”. Declarou um trabalhador demitido.

É um enorme absurdo que em meio a uma pandemia, que só nas últimas 24 horas matou 1346 pessoas, e a um cenário de aumento do desemprego, a resposta das empresas seja a demissão de pais e mães de família. A Unicamp é conivente com essa situação ao não tomar nenhuma medida para assegurar esses empregos, e veio implementando a terceirização do trabalho durante todos esses anos que leva justamente a mais precarização e a demissões.

Também já denunciamos aqui os ataques aos trabalhadores da Funcamp, que tiveram cortes de salários e demissões nos últimos meses. Além disso, também denunciamos o enorme descaso dos governos e da reitoria com os trabalhadores da saúde que trabalham sem EPIS, testes e contratações, mostrando que a reitoria da Unicamp gere a crise jogando a conta para os trabalhadores, efetivos e terceirizados.

Nós do Esquerda Diário rechaçamos as demissões e nos colocamos ao lado dos trabalhadores. Quem deve pagar por essa crise são os patrões que sempre lucraram com a exploração do trabalho e não os trabalhadores que sustentam suas famílias.




Tópicos relacionados

Coronavírus e racismo   /    Racismo   /    Trabalho Precário   /    Unicamp   /    Terceirização

Comentários

Comentar