Mundo Operário

CORONAVÍRUS

Empresa de Call Center Zanc é novo foco de Coronavírus no RS

Foi confirmado nesta terça (12), 46 casos de infectados pela COVID-19 na sede da empresa na cidade de Taquari no Rio Grande do Sul. A cidade já contabiliza 81 casos e sendo mais da metade só da empresa que funcionou durante todo o período de calamidade pública que Eduardo Leite decretou no Estado.

quarta-feira 13 de maio| Edição do dia

Nesta terça (12) foi divulgado novos casos de infectados pelo novo Coronavírus na cidade de Taquari no Rio Grande do Sul. Desses casos, 29 foram da empresa de Call Center Zanc, que já tem no total 46 casos. A sede da empresa é o maior foco da pequenas cidade que já registra 81 casos de infectado pela COVID-19.

O número de casos subiram muito rápido de um dia para o outro. Na segunda (11) foi divulgado mais de 10 casos e 9 eram da empresa, e no dia seguinte esse número mais que triplicou. A empresa seguiu operando durante todos esse período de quarentena e calamidade pública no Estado já que o ramo do Call Center foi considerado como serviço essencial no decreto de Bolsonaro logo no início do isolamento social. permitindo com que várias empresas de telemarketing, que não tem nada de essencial a não ser para os patrões seguirem lucrando, continuasse funcionando normalmente.

A empresa tem sede em Porto Alegre, onde muito dos funcionários de Taquari trabalhavam até o início da quarentena antes da sede abrir na cidade do interior. Como os funcionários tinham que se locomover entre as duas cidades nesse período, é bem provável que os primeiros contatos e transmissão ocorreram neste período. Havíamos denunciado no Esquerda Diário quando a empresa decidiu voltar a uma certa “normalidade”, ao fazer os funcionários a voltar a trabalhar todos os dias, inclusive aos sábados, com apenas uma hora a menos da escala normal. Poucos funcionários apenas ficaram em Home Office enquanto a maioria tinha que ainda seguir trabalhando pegando transporte público e se expondo ao vírus. Além disso a empresa aderiu a MP da morte do Bolsonaro, com férias forçadas e suspensão de contrato dos trabalhadores.

Nesta mesma semana, o Governo Leite decretou o “distanciamento controlado”, que na prática é um decreto para reabertura de quase todos os ramos da economia no meio da pandemia, estoura mais um caso de foco da doença no Estado. Se o governo, com a ajuda da mídia gaúcha como a Zero Hora, pregava que a situação da pandemia no Rio Grande do Sul é melhor em relação ao resto do país por ter poucos casos e mortes, e o sistema de saúde ainda está colapsando. A reabertura poderia começar, uma empresa que não parou suas atividades durante a quarentena se tornou o principal foco de contaminação em uma cidade com a população passando um pouco mais de 26 mil habitantes. Da mesma forma ocorreu com os frigoríficos do Estado, que pertence a empresas como JBS e Aurora, foram os locais com maior números de surtos na região. E é o ramo que Eduardo Leite quer que retorne às suas atividades, com um discurso demagógico afirmando os impactos ambientais que daria, o que na verdade se trata apenas pros empresários seguirem lucrando, como é o caso das empresas de Telemarketing.

Leite e Bolsonaro aparece com discursos diferentes em relação aos caminhos que tem que ser dados na pandemia. Mas os dois se mostram está do mesmo lado ao priorizar a retomada de atividades, que inclusive de fato não são essenciais como o comércio, para que os capitalistas salvem os seus lucros e deixar os trabalhadores expostos ao vírus. é preciso exigir que a quarentena seja organizada de forma racional, fechando todos os serviços não essenciais, testando toda a população para saber quem de fato está contaminado, principalmente os trabalhadores da saúde que estão na linha de frente no combate ao vírus. é necessário também garantir uma renda mínima para os desempregados, proibindo as demissões e reduções salariais, e ampliando a rede SUS, centralizando todos os leitos de UTI nas mãos dos trabalhadores e do SUS.

Nós do Esquerda Diário estamos acompanhando a luta destes trabalhadores e disponibilizando a nossa tribuna para denúncias. Não podemos esperar que dos governos a resolução desta crise, é preciso que os trabalhadores tomem essa luta nas mãos. Nossa Saúde vale mais que o lucro deles!

* * * * * * * * *
CORONAVÍRUS: ENVIE SUA DENÚNCIA
Contato / WhatsApp / Signal / Telegram: +55 11 97750-9596
E-mail: [email protected]
Contribua com o Esquerda Diário!
Siga o Esquerda Diário nas redes sociais!
Youtube: Esquerda Diário
Instagram: @EsquerdaDiarioOficial
Twitter: @EsquerdaDiario
Facebook: Esquerda Diário




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Eduardo Leite   /    Governo Bolsonaro   /    Call Center   /    Telemarketing   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar