Gênero e sexualidade

LGBTFOBIA

Empresa aérea expulsa casal gay de seus assentos em clara ação homofóbica

Ao embarcar, casal gay é retirado de seus assentos para que um casal heterossexual sentem juntos, mesmo após explicarem que eles eram um casal também.

quinta-feira 2 de agosto| Edição do dia

Vemos cada vez mais a visibilidade da população LGBT crescer, aparecemos nas novelas, comerciais, programas de TV, temos espaço na música e no cinema, diversas series norte americanas tratam da questão, mostrando o “universo” LGBT. Temos produtos feitos especialmente pra gente, salgadinho colorido, refrigerante colorido, nos dias dos namorados até propaganda de roupas e produtos de estéticas focando em casais LGBT. Isso sem falar na ofensiva do Pink Money.

Claro que a visibilidade “empodera” muitos LGBT, claro que a visibilidade é resultado de muita luta pra que não fossemos invisíveis na sociedade, mas o que devemos entender é que só isso não nos liberta da opressão que sofremos diariamente em uma sociedade que se baseia nela para poder nos explorar mais e mais. Não impede que as estatísticas aumentem ano e ano e que a ultima pesquisa divulgada no final do ano passado pelo GGB (Grupo Gay Bahia) revela que 1 LGBT é morto a cada 23 horas vitima de lgbtfobia no Brasil.

Leia também: LGBT é assassinado a cada 23 horas, Brasil bate recorde em 2017

Recentemente no Estados Unidos (um dos países considerados como um dos maiores “gay friendly”), um casal gay foi abordado dentro do avião por comissário de bordo que pediu a um deles que se levantasse para que um casal (hetero) pudesse sentar junto. Apesar de terem explicado ao comissário que também eram o casal foram convidados a aceitar o proposto ou se retirarem do avião, o que fizeram diante tamanha humilhação.

Essa situação é um exemplo de como a comunidade LGBT é tratada em prol da liberdade de expressão, que na verdade se converte em opressão, humilhação e demonstrações mil de ódio, inclusive em agressões e mortes.

A empresa aérea se retratou nas redes sociais após o desabafo do casal nas mesmas, dizendo que na verdade a politica da empresa é de tolerância zero com qualquer tipo de preconceito e que na verdade o que ocorreu foi um erro de localização da empresa que vendeu a mesma passagem a duas pessoas. Entretanto a demagogia não esconde que diante do “erro” da empresa a humilhação foi para o casal gay.




Tópicos relacionados

Homofobia e Transfobia   /    LGBT   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar