Política

Em troca de apoio nas eleições de 2018, Alckmin alivia e apoia a reforma da Previdência de Temer

Preparando suas alianças para a presidência em 2018, Alckmin afirma que apoiará a reforma da Previdência e que terá dialogo mais brando com o governo Temer.

sábado 2 de dezembro| Edição do dia

Geraldo Alckmin, pré-candidato à presidência, buscará "harmonia" em relação ao governo Michel Temer na convenção do PSDB, onde será oficialmente aclamado como presidente nacional da sigla. Segundo aliados e auxiliares de Alckmin, ele irá apoiar a reforma da Previdência para diminuir as tensões entre os partidos, sinalizando um possível apoio do PMDB à sua candidatura.

Alberto Goldman, presidente interino do PSDB afirma que "Não tem cabimento ser hostil ao governo, além disso não descarta a possibilidade de tucanos e peemedebistas estarem juntos no mesmo palanque nacional em 2018.

O apoio do PMDB à candidatura de Alckmin em 2018 ocorrerá se o PSDB apoiar a reforma da Previdência e tributária, e a defesa da lógica da gestão do governo de Temer, baseada em aliança com empresários e aplicação de ataques brutais como a reforma Trabalhista. Alckmin, em busca de apoio, afirmou à Radio Capital que a reforma da Previdência terá apoio do PSDB.

Alckmin não possui uma gestão diferente do que Temer se propõe a fazer em nível nacional. Em São Paulo o governador que fecha escolas e corta merendas, também é um grande aliado dos empresários, como na educação estadual, privatizando todas as escolas da rede. O projeto neoliberal de Alckmin não se distancia e já dá sinais de que sua gestão continuará e aprofundará os ataques de Temer contra os trabalhadores.




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    PSDB   /    PMDB   /    Alckmin   /    Política

Comentários

Comentar