Cultura

POEMA

Em nós

terça-feira 18 de outubro| Edição do dia

Desatando nós
dia a dia
sob as linhas
que nos tentam amarrar
Emergindo cansadas
respirar aflito
por entre tentativas
de não sufocar
Desbravar doído
nós conduz em frente
resistindo oco
silenciando o grito

As mãos suadas
O peito, a guerra
caminha, Ele
impondo descansar

A força vibra
de fio em fio
estica
De ferida em ferida
entorta
cada passo suporta
o peso de não mais calar

A corda que faz o vão
carrega a cicatriz
A fibra que faz a voz
se nega a estancar
Vibram tantas as bocas
crescem um outro olhar:
De novo, um novo nó

Sempre em luta
Desatamos, nós




Tópicos relacionados

Campinas   /    Cultura

Comentários

Comentar