Política

PORTO ALEGRE

Em meio a pandemia, Bolsonaro gera aglomeração de seus apoiadores ao visitar quartel no RS

quinta-feira 30 de abril| Edição do dia

Foto de Mateus Bruxel / Agência RBS

Nessa quinta-feira (30) Bolsonaro viajou a Porto Alegre para prestigiar a posse do novo comandante General Valério Stumpf Trindade, para mostrar apoio aos militares. onde foi recebido por apoiadores que gritavam: “Nossa bandeira nunca será vermelha” na frente do Comando Militar do Sul na Rua dos Andradas. Ao mesmo tempo aconteceu panelaços no centro da cidade contra sua visita, mostrando total repúdio a sua linha negacionista em meio a crise do Coronavírus.

Neste mesmo local, os apoiadores de Bolsonaro que gritavam contra o comunismo haviam realizado semanas antes ato pedindo a intevenção Militar e o AI-5, onde agrediram violentamente uma mulher que passava com vestido vermelho. Bolsonaro também esteve presente no mesmo ato de extrema direita que ocorreu em Brasilia.

Mais cedo, ainda em Brasília, Bolsonaro falou com repórteres no Palácio da Alvorada abrindo fogo contra Alexandre de Moraes que impediu por liminar a nomeação de Ramagem para o comando da Polícia Federal. Bolsonaro diz respeitar a constituição e que a AGU irá recorrer à decisão de Alexandre de Moraes, porém afirmou aos repórteres que caso seu recurso não seja aceito ele irá ignorar a liminar desautorizando o STF. Segundo ele o STF não pode desautorizar assim o Presidente da República.

Bolsonaro quer mostrar apoio aos militares que é a base de sustentação de seu governo que segue em ua grande crise com a saída de Moro e a crise sanitária com a pandemia da COVID-19 que já passou mais de 5 mil mortos no pais. É um cenário extremamente catastrófico e o governo Bolsonaro segue com seu negacionismo e querendo o fim da quarentena para que os capitalistas salvem os seu lucros. Frente a isso, não podemos contar com nenhum “salvador” ligado à política patronal. STF, militares, Mourão, Doria e Maia são todos defensores dos capitalistas. O que precisamos é lutar para tirar eles, impondo com a força dos trabalhadores uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana para conseguirmos impor nossa própria saída para a pandemia e a crise.




Tópicos relacionados

Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Militares na política   /    Governo Bolsonaro   /    Porto Alegre   /    Política

Comentários

Comentar