Política

Privilégios do Judiciário

Em meio a crise do RJ, judiciário recebe até “auxílio-peru”

Em meio a maior crise que Rio de Janeiro já viveu, com privatizações, congelamento de salários e uma grande crise de segurança e aumento da repressão, o Judiciário carioca parece não estar sentindo tanto esse crise como o restante da população.

quarta-feira 15 de novembro| Edição do dia

Mais de 220 mil servidores e aposentados do Rio de Janeiro estão sem receber o pagamento do salário de setembro, devendo no total R$ 650,3 milhões de salários só desse mês. Outubro está para ser pago no próximo dia 16, e apenas a servidores e inativos da Segurança e servidores da Educação, o restante dependerá da arrecadaçao.

Enquanto isso, o Judiciário que ajudou no golpe institucional com a operação Lava-Jato, que punia uns e salvava quem interessava e que não foram eleitos por ninguém, terá o benefício do “auxílio-peru” para Juízes e servidores a título de abono de Natal.

A Folha de São Paulo, calculou que com 15.316 beneficiários, o custo do auxílio-peru foi de R$ 3,063 milhões de reais. Ainda no Rio de Janeiro, levantamento recente realizado pelo jornal o dia, indica que oitocentos e quarenta e três juízes e desembargadores estão recebendo acima do teto constitucional. Um exemplo que o jornal coloca, para se ter a ideia da dimensão dos privilégios, é que o gasto com juízes no Rio em março foi igual ao custeio da UFRJ. Nos três primeiros meses de 2015, 90% dos salários superou o já alto teto constitucional.

Nós do Esquerda Diário já temos uma campanha pelo fim dos privilégios dos políticos, para que ganhem como uma professora. Também os juízes devem ganhar como uma professora. Aliado à isso, defendemos o não pagamento da dívida pública, para a resolução da crise econômica que enfrenta não só o Rio, mas o país inteiro. Isso para que a crise não seja jogada nas costas dos trabalhadores, como já mostram querer tanto juízes como políticos com a reforma trabalhista e da previdência.




Tópicos relacionados

Crise no Rio de Janeiro   /    "Partido Judiciário"   /    Poder Judiciário   /    Política

Comentários

Comentar