PRIVATIZAÇÃO PRÉ-SAL

Em leilão do pré-sal, Temer entregará trilhões de dólares em petróleo ao imperialismo

Ocorrerá hoje o leilão de 14 bilhões de barris de petróleo no pré-sal a preço de banana, cujos lucros ficarão majoritariamente para as grandes petrolíferas internacionais e o governo, a população, com no máximo uma ínfima parte. Um grande e aprofundamento da política privatista e imperialista do governo golpista de Michel Temer para a Petrobras e as "riquezas submarinas" do país.

Douglas Silva

Estudante da UFJF

quinta-feira 7 de junho| Edição do dia

A 4ª rodada de privatização do nosso petróleo para as aves de rapina das petroleiras imperialistas será a primeira comandada pelo novo presidente da Petrobrás, Ivan Monteiro. Uma demonstração de como o governo segue dócil entregando trilhões de dólares ao imperialismo, mesmo após Pedro Parente pedir para sair com os bloqueios caminhoneiros.

São 16 petroleiras estrangeiras que participam do leilão. Entre os blocos colocados à venda estão: Três Marias e Uirapuru, na Bacia de Santos, e Itaimbezinho e Dois Irmãos, na Bacia de Campos.

O que a Agência Nacional de Petróleo (ANP) busca é arrecadar R$3,2 bilhões para a União. Entretanto, são 14 bilhões de barris a serem entregues ao imperialismo, uma quantidade que soma, aproximadamente, R$3,5 trilhões de reais. Uma fortuna entregue de bandeja para o imperialismo enquanto todo esse dinheiro poderia ser investido em educação, saúde, moradia, etc.

“Concessões” para os imperialistas nos governos petistas e o aprofundamento da privatização no governo Temer

As famosas "concessões" do governo Dilma, que nada mais era do que maquiagem para o que de fato já representava as privatizações do governo do PT, abriu espaço para a venda do petróleo para petroleiras estrangeiras através da lei de “concessões” de áreas do pré-sal para o imperialismo. Agora, Temer aprofunda a entrega do nosso petróleo enquanto subsidia as grandes transportadoras e o agronegócio na crise dos combustíveis, e coloca na conta dos trabalhadores em forma de cortes sociais, aumento do gás e demais ataques.

O PT, que já não enfrentava a privatização do nosso Petróleo, segue traindo desde a CUT e a Federação Única dos Petroleiros (FUP) (dirigida pelo próprio) quando, na semana passada, colocou fim na greve dos petroleiros e, de todo modo, facilitou a venda dos blocos do pré-sal hoje pelo governo golpista.

Imperialismo já aguarda 5ª rodada de privatizações do pré-sal

O governo golpista, ajoelhado ao imperialismo, mal venderam o pré-sal de hoje e já preparam o próximo. A sinalização é de que um novo leilão ocorrerá em setembro, colocando à venda mais quatro áreas de exploração de petróleo e gás.

As privatizações em ritmo acelerado do governo demonstram como não será de mãos dadas com o imperialismo e, muito menos, com a política de concessões, que não se enfrentou em nada com o imperialismo, nos governos petistas, que vamos garantir que as riquezas nacionais estejam a serviço dos trabalhadores e do povo pobre.

Precisamos de um plano de lutas pela estatização da Petrobras sob gestão dos trabalhadores e controle popular. Somente com uma Petrobras 100% estatal que garantiremos as demandas populares, reduzindo o preço, não só do diesel, mas da gasolina e do gás de cozinha.




Tópicos relacionados

Pré-Sal   /    Imperialismo   /    Privatização da Petrobras

Comentários

Comentar