Internacional

TRUMP

Em San Diego se iniciará a construção do muro de Trump

Com uma manobra legislativa, Trump conseguiu a aprovação de 1,600 milhões de dólares para o muro, como parte do orçamento do Pentágono, no último 27 de julho. Agora, com a desculpa de combater o tráfico de drogas, anunciando início das obras em San Diego.

quarta-feira 2 de agosto| Edição do dia

Para concretizar umas das principais promessas de campanha de Donald Trump, a administração estadunidense jugará leis ambientais, de recursos naturais e gestão de terras.

A eleição de San Diego se fundamenta, segundo as autoridades estadunidenses, em que “só no ano fiscal de 2016, a Patrulha da Fronteira dos Estados Unidos deteve mais de 31,000 estrangeiros ilegais e confiscou 4,158 quilogramas de maconha e 597 quilogramas de cocaína no Setor de San Diego”.

O objetivo da construção do muro na sessão San Diego é impedir “o tráfico de pessoas e de drogas”.

Para fazer possível o reacionário sonho de Trump, o departamento de Segurança Nacional estadunidense anunciou que lançara uma série de autorizações para evitar leis, regulações e requerimentos legais sobre meio ambiente, recursos naturais e gestão de terras, com o fim de apressar a construção do muro na fronteira em San Diego, que faz fronteira com Tijuana do lado mexicano. Ambas cidades tem em conjunto uma economia com valor de uns 230 mil milhões de dólares.

O Departamento de Segurança Nacional publicou um comunicado no que dá a conhecer que o projeto de infraestrutura se centrará em uma parcela de uns 24 kms que vão desde o leste até o Oceano Pacífico. Nos próximos dias se realizará o anuncio oficial no Registro Federal.

Inicialmente, o cronograma pautava que a construção de protótipos se iniciara no fim do verão (no hemisfério norte), ou seja, em setembro. E a edificação do muro estava prevista paara a primavera de 2018 (março a junho). Sem embargo, a decisão que se espera este primeiro de agosto poderia acelerar os tempos.

Perante as crises políticas que sacode sua administração com o “Rusiagate” e o Obamacare, Trump necessita um golpe de efeito, e este poderia se acelerar a construção do muro na fronteira.

Com informação de Reuters, La Jornada, Expansion, El Horizonte y El Financiero
Tradução Douglas Silva




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    México   /    Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar