Internacional

BRUTALIDADE POLICIAL

Em Nova York, protestantes marcharam contra o assassinato policial

No sábado a noite, aproximadamente 200 manifestantes se reuniram ao anoitecer na Ilha de Manhattan.

segunda-feira 26 de setembro| Edição do dia

No sábado a noite, aproximadamente 200 manifestantes se reuniram ao anoitecer na Ilha de Manhattan. A manifestação foi organizada pela Hood4Justice, exigindo justiça para Terence Curtcher e trazendo o slogan “Não a reforma, extinção da polícia”.

Eles fizeram uma pequena reunião e marcharam do Central Park ao Rockefeller Center alguns quarteirões a frente. Mais de 100 policiais do Departamento Policial de Nova York (NYPD) acompanharam em motos e a pé os manifestantes durante a marcha, obrigando as pessoas a saírem da rua e prosseguirem próximo ao meio-fio da calçada..

Um aviso pré-gravado soava dos alto-falantes colocados nas ruas:
“Os pedestres não têm permissão para andar sobre a rua ou estrada. Pedestres também estão proibidos de obstruírem as calçadas... Se você obstruir ilegalmente o tráfego de pedestres ... você poderá ser preso”.

Sem se deixare intimidar, a multidão seguiu seu caminho cantando: “NYPD, KKK how many kids did you kill today?” (NYPD, Ku Klux Klan, quantas crianças vocês mataram hoje?), “F-T-P! Fuck the Police!” (F-A-P! Foda-se a polícia), “How do you spell murderer? NYPD” (Como se soletra assassino? NYPD) e “If we get no justice, they don’t get no peace!” (Se não conseguimos justiça, eles não terão paz).

Outros protestos aconteceram durante todo o dia em Charlotte, no estado da Carolina do Norte desde que um policial atirou e matou Keith Lamont Scott na terça-feira.

Por: Left Voice.org
Tradução do inglês por: Cassius Vinicius




Tópicos relacionados

Racismo EUA   /    Internacional

Comentários

Comentar