Mundo Operário

SP: GREVE DOS PROFESSORES E SERVIDORES MUNICIPAIS

Em Guaianases servidores em greve encurralam Covas que responde com repressão

GREVE DOS SERVIDORES | Servidores públicos de São Paulo fizeram manifestação contra o SampaPrev em frente a subprefeitura de Guaianeses, onde o prefeito Bruno Covas se encontrava e ficou horas sem conseguir sair. Só saiu após reprimir brutalmente os trabalhadores.

segunda-feira 25 de fevereiro| Edição do dia

Na tarde desta segunda (25) dezenas de servidores fizeram uma forte manifestação em frente a subprefeitura de Guaianases mantiveram, onde encurralaram o prefeito Bruno Covas durante algumas horas.

Bruno se nega a encarar de frente os professores e servidores do município, os quais atacou de forma sorrateira ao aprovar apenas um dia após o natal, o SampaPrev, um ataque brutal a direitos históricos dos trabalhadores da cidade. Depois de quatro horas dentro do local ele saiu junto com a ajuda da Polícia Militar reprimiu brutalmente os trabalhadores com gás de pimenta.

Vjea o vídeo abaixo:

Covas, Doria e Bolsonaro estão alinhados para atacar a classe trabalhadora e estabeleceram como alvo número um o funcionalismo público. Miram até mesmo o direito à aposentadoria especial, assegurado àqueles que trabalham em condições especiais que prejudicam a saúde e a integridade física, como os professores, setor majoritário do funcionalismo municipal.




Tópicos relacionados

Bruno Covas   /    Sampaprev   /    Greve   /    Repressão   /    São Paulo (capital)   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar