Política

RIO GRANDE DO SUL

Em Caxias, Guerra pode terceirizar UPA da zona norte, saúde nas mãos de empresas

Já no segundo dia do seu mandato em Caxias do Sul, Daniel Guerra (PRB) declara que prefeitura pode terceirizar a incompleta UPA da zona norte. O “gestor, não político” vai ter seu governo marcado por terceirizações e privatizações.

quinta-feira 5 de janeiro| Edição do dia

Nessa segunda-feira (2), Guerra e o secretário da saúde Darcy Ribeiro Pinto Filho visitaram a Unidade de Pronto Atendimento que será aberta na zona norte de Caxias. Declararam que estudam terceirizar a gestão da UPA, ou seja, entregar a administração da unidade e contratação de funcionários a alguma empresa.

Essa medida, ao contrário da declaração de Guerra de que vai “humanizar a saúde”, só serve para precarizar as condições de trabalho e consequentemente o atendimento da população.

Há anos onde esse sistema é implementado a saúde fica cada vez mais sucateada, com rotatividade no quadro de funcionários, falta de eficiência no atendimento, funcionários desmotivados e mau uso da verba pública repassada à empresa.

A saúde é direito elementar da população e dever do Estado. Deve ser pública e de qualidade, não pode ser sucateada em prol de benefícios a empresas, privilégios de políticos e o pagamento de dívidas fraudulentas bilionárias, como no caso do RS e da União.




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar