Sociedade

ENERGIA

Em 3 anos, tarifa de energia residencial subiu 70% acima da inflação e deve subir até dezembro

terça-feira 19 de junho| Edição do dia

Entre os motivos apontados pelos especialistas para o aumento na tarifa de energia residencial está principalmente a falta de chuvas para manter os níveis dos reservatórios geradores de energia elétrica no país. Hoje, segundo dados da Aneel, cerca de 60,8% da energia elétrica produzida no país é proveniente da matriz hidráulica. Além disso, a alta do dólar influencia também no aumento do valor da tarifa na usina de Itaipu, usina responsável por cerca de 17% da energia consumida no Brasil, que cobra a energia baseada na moeda americana.

O volume de chuvas abaixo da média histórica no mês de maio fez com que fosse adotada a bandeira tarifária amarela e no mês de junho a bandeira adotada foi a vermelha. O sistema de bandeiras tarifárias foi adotado em janeiro de 2015 ainda no governo Dilma, sistema que prevê que as distribuidoras possam repassar os custos ao consumidor conforme as condições de geração de eletricidade. Neste sistema o consumidor pode chegar a pagar R$ 5 mais a cada 100 kWh consumido se a bandeira estiver vermelha nível 2.

Como em maio começa o chamado período seco onde há menos chuvas e o nível dos reservatórios já estava abaixo da média considerada ideal a tendência é que até o fim do ano as distribuidoras recorram a outros tipos de geração de energia mais caras como as termelétricas, por isso a tendência é que se mantenha a bandeira tarifária vermelha até o fim do ano e a população tenha um aumento nos gastos em energia elétrica.

A questão fundamental aqui é justamente que a geração de energia elétrica longe de atender as necessidades dos trabalhadores e da população atende na verdade ao lucro dos grandes capitalistas que com o apoio do governo controlam um setor estratégico do nosso país. Não há por parte destes capitalistas qualquer investimento a longo prazo para que se possa manter uma distribuição de qualidade e de forma barata sem que hajam riscos tanto de apagões como de danos ambientais por parte das geradoras.

A tentativa do governo golpista de Temer de privatizar a Eletrobras e entregar a estatal para o capital estrangeiro é apenas uma mostra do que está realmente por trás da alta dos preços de energia elétrica no Brasil, os trabalhadores são aqueles que arcam com a ganância dos capitalistas.




Tópicos relacionados

Eletrobrás   /    Privatização   /    Sociedade

Comentários

Comentar