Política

Eleitores impedidos de votar no Alagoas por usarem camiseta com o nome de Lula

Mais uma demonstração do abuso de poder dos militares aconteceu hoje no estado do Alagoas onde alguns eleitores foram impedidos de votar por usarem camisetas com o nome do Lula.

domingo 7 de outubro| Edição do dia

As campanhas eleitorais como distribuição de santinhos, carros de som, ou passeatas estão proibidas desde as 22 horas de sábado (06), entretanto o eleitor pode usar camiseta de partido ou candidato, desde que seja uma manifestação individual e silenciosa, esclareceu o TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

As primeiras informações referentes a abordagem policial no estado do Alagoas vieram em vídeos nas redes sociais, que logo rivalizaram.

É um absurdo toda manipulação que ocorreram nessas eleições. Primeiro a prisão arbitrária de Lula, seguindo com oveto a candidatura e o impedimento de dar até entrevistas, depois vimos vários títulos sendo cancelados em sua maioria no Norte e Nordeste, seguindo coma denúncia “vazada” de Palocci a poucos dias da eleição, e hoje essa denuncia que mostra eleitores impedidos de votar por usarem uma determinada camiseta, sendo que não existe nenhum motivo legal para isso.

Em nota a PM (Policia Militar) informou que vai apurar a conduta dos militares e que nenhum integrante da corporação está autorizado a tomar partido de um ou outro candidato, mas na realidade vemos que não é bem assim que as coisas acontecem. Em primeiro lugar sabemos muito bem de que lado estão as forças militares e sabemos do apoio desses setores ao golpe a extrema-direita, e segundo lugar o discurso da PM de que nenhum militar está autorizado a tomar partido não impediu que estes o fizessem e impedissem eleitores de votar.

Acompanhe a cobertura do Esquerda Diário nessas eleições manipuladas!

Se informe pela esquerda!




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    Golpe institucional   /    Política

Comentários

Comentar