Internacional

ELEIÇÕES EUA

Eleições legislativas nos Estados Unidos: O que você precisa saber

terça-feira 6 de novembro| Edição do dia

O que é votado?

Serão renovadas 35 das 100 cadeiras do senado nacional, sendo 2 por cada um dos 50 estados do país. É esperado que o Partido Republicano retenha e talvez até amplie a maioria de 51-49 de assentos que ganhou nas eleições de 2016.

A câmara de deputados se renovará completamente já que os mandatos só duram dois anos. Serão votados 435 representantes e os distritos estão distribuídos em função da população. Assim, ao estado da Califórnia, o mais populoso, são 53 as cadeiras correspondentes, enquanto o Wyoming, o menos populoso, é um dos sete aos quais corresponde apenas uma cadeira. Todos os analistas dizem que o Partido Democrata conseguirá os 218 assentos necessários para ganhar a maioria, mas a vantagem inicial que parecia ter foi se encurtando com o correr dos dias.

Por último, serão também eleitos 36 governadores dos quais a maioria está nas mãos do Partido Republicano. É esperado que os Democratas ganhem em 3 e 11 estados, o que marcaria um claro avanço de posições. Segundo os prognósticos do site FiveThirtyEitght, o partido azul terminará as eleições governando 24 dos 50 estados da união, que concentram 60% da população.

Quando será votado?

O dia da eleição é esta terça, 6 de novembro, mas em 37 dos 50 estados era permitido votar antecipadamente, seja pessoalmente ou por correio, e as datas variaram de estado a estado. O early vote, como é conhecido em inglês, é uma tentativa de ampliar as possibilidades de voto já que as eleições são sempre nas terças-feiras, o que significa que aqueles que queiram votar precisam pedir permissão em seus trabalhos e seus empregadores nem sempre os autorizam. ESta é uma das razões pelas quais a classe trabalhadora se vê sub representada nos votos emitidos.

Segundo um estudo da NBC, até o dia 31 de outubro haviam votado mais de 24 milhões de pessoas, contra cerca de 13 milhões que o fizeram num período similar nas legislativas de 2014. Apesar da abstenção nas eleições legislativas tenda a ser maior que durante as presidenciais, os dados registrados este ano apontam que a porcentagem de participação poderia ser similar ao das eleições de dois anos atrás (61,4%), nas quais Donald Trump ganhou a Casa Branca.

Quem pode votar?

Podem votar todos os cidadão maiores de 18 anos que tenham se registrado previamente, o que pode ser um processo mais ou menos complicado dependendo do estado onde se resida.

Aqueles que tenham sido condenados por algum delito cuja pena exceda um ano de prisão podem ser impedidos de votar, mas isso também muda de estado a estado. Por exemplo, uma pessoa condenada por assassinato no estado de Vermont pode votar, ainda enquanto cumpre a pena, enquanto alguém condenado por perjúrio no Mississippi pode perder seu direito ao voto pelo resto da vida. Se tomarmos em consideração que a população carcerária dos Estados Unidos é esmagadoramente negra e latina, se nota um claro enviesamento na participação das eleições.

Eixos da campanha

A campanha do Partido Republicano, com Trump à cabeça, se centrou principalmente em dois temas. Por um lado, o crescimento econômico dos últimos dois anos e a baixa taxa de desemprego como demonstração de sua capacidade para governar. Por outro lado, a imigração como ameaça ao American way of life, com linguagem incendiária e mensagens de ódio contra a caravana migrante, que chegou a qualificar como uma invasão.

A campanha Democrata, sem uma figura principal como seus adversários, se centrou nas tentativas de Trump de destruir o seguro médico conhecido como Medicare. Mas mais em geral subiram a aposta com discursos de encerramento onde Obama assegurou que o país está em uma “encruzilhada” e Joe Biden, o ex vice presidente, disse que “o caráter do país está em jogo”. Ambos acompanharam candidatos de seu partido em uma tentativa de mobilizar a base democrata para concorrer às urnas.

Quando os resultados serão conhecidos?

Devido à extensão territorial dos Estados Unidos e ao fato de cada estado ter seus próprios procedimentos, os horários de fechamento das mesas de votação variam. Os primeiros estados fecham às 20h no horário de verão brasileiro, enquanto que no Alaska fechará cerca de 2h da manhã da quarta. Se o resultado do senado for muito apertado, será preciso aguardar os últimos estados.




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    Internacional

Comentários

Comentar