Mundo Operário

Eleições da CIPA no Metrô de SP acontecem em meio a ataques da privatização

terça-feira 16 de outubro| Edição do dia

No último mês ocorreu as eleições para os cargos da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) da bancada de trabalhadores do Metrô de SP. O Movimento Nossa Classe Metroviários esteve concorrendo nas linhas 1 Azul, 2 Verde e 3 Vermelha com um programa à serviço de fortalecer a luta contra o desmonte do Metrô de SP: contra a privatização e a ingerência da empresa, em defesa da saúde e segurança dos metroviários, contra as demissões por baixa produtividade e pela readmissão dos demitidos, pela efetivação dos trabalhadores terceirizados, contra o machismo e em defesa da subcomissão de mulheres da CIPA, em defesa de mandatos ativistas na CIPA.

As campanhas também chamaram a categoria a votar nos atuais metroviários reintegrados demitidos na greve de 2014 por lutar, que retomaram no últimos meses aos seus postos de trabalho. Mostrando uma enorme solidariedade de classe, a categoria elegeu a ampla maioria destes companheiros nessas eleições da CIPA, entre titulares e suplentes da bancada de trabalhadores.

A bancada eleita dos candidatos do Movimento Nossa Classe está comprometida a defender os metroviários contra os planos privatistas existentes, assim como os previstos com o passar das eleições estaduais e presidencial, onde as pesquisas indicam fortes indícios de eleger Bolsonaro.

Em seu agradecimento nas redes sociais, Felipe Guarnieri, o candidato mais votado da CIPA de todas as linhas com 384 votos, afirmou "Quero agradecer os votos que me reelegeram como mais votado da CIPA Linha 1 do Metrô, assim como todos os votos dados as companheiras e companheiros que também foram eleitos pela chapa do Nossa Classe- Metroviários. Com certeza nos da um grande fôlego para seguir combatendo as ingerências da Direção da empresa na cipa, assim como para fortalecer a luta. Mas companheiros não há tempo de comemorar... Agora diante a situação política do país e o avanço da extrema direita, está mais do que na hora de construirmos uma grande força MILITANTE para derrotar Bolsonaro nas ruas, nas redes sociais e impedir que ele seja eleito. Por isso, a proposta que faço ao nosso sindicato desde já é que seja convocado comitês de base na categoria metroviária CONTRA BOLSONARO e o avanço do autoritarismo que ele como herdeiro da ditadura militar representa. Bolsonaro quer esmagar os trabalhadores e é uma ameaça à vida das mulheres, negros, indígenas e LGBTs. Temos que derrota-lo! É preciso organizar militância de base e todo e qualquer tempo que cada um tiver para contribuir nessa batalha será fundamental!".

A primeira reunião para organizar este comitê será quinta-feira, as 16h30, na quadra do Sindicato dos Metroviários, antes da assembleia marcada pelo Sindicato no mesmo dia. Compareçam!

Veja os candidatos eleitos abaixo do Movimento Nossa Classe:

Linha 1 Azul
Titular: Felipe Guarnieri
Titular: Gabriela Farrabras
Titular: Soraya
Suplente: Filipe Amorim

Linha 2 Verde
Suplente: Larissa

Linha 3 Vermelha
Titular: Fernando Salles
Titular: Rinaldo Marin
Suplente: Fernanda Peluci




Tópicos relacionados

Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar