Educação

ELEIÇÕES DA APEOESP EM SP

Eleições da Apeoesp: Professores mandam o recado: queremos a subsede Sudoeste em nossas mãos

Em meio a uma eleição com vários problemas impostos pela até então direção da Apeoesp da chapa 1 (PT e PCdoB), nós do Professores pela Base fizemos uma campanha militante que já teve sua primeira conquista: na subsede Sudoeste (na zona oeste da capital), elegemos Luciana Vizzotto como conselheira estadual e regional.

sábado 27 de maio| Edição do dia

A eleição, que antes estava planejada para o segundo semestre de 2017, foi adiantada pela direção majoritária, a princípio para que a campanha da chapa de oposição fosse prejudicada. Mas ainda muito mais absurdo que isso, a dataram para um período em que todos sabiam que estaria – e está – imerso em uma das maiores lutas travadas pela classe trabalhadora brasileira nas últimas décadas.

A greve geral do dia 28 de abril demonstrou a força e a disposição da classe trabalhadora de entrar na luta pra vencer contra o governo golpista de Temer e suas reformas; e novamente no dia 24 de maio, em que protagonizou uma resistência enorme à repressão sem precedentes do governo golpista, na marcha em Brasília. Enquanto isso, os professores do estado de São Paulo aqui permaneceram, impedidos pela burocracia de Bebel e cia de se juntarem à marcha na capital brasileira, para garantirem as eleições que ocorreram ontem, dia 25.

Mesmo com uma intensa campanha feita pela Chapa 3 da Oposição Unificada, sendo o Professores pela Base parte ativa dela, para o adiamento das eleições e concentração total na marcha do dia 24, a burocracia da chapa 1 manteve, por cima de todos, a sua decisão de ser no dia 25.

Com tempo de campanha apertado (e indignados por não estarmos compondo a marcha em Brasília), encontramos em todas as escolas que passamos professores enfurecidos com a direção monárquica da Apeoesp que só atua em prol de seus próprios privilégios e sempre são um entrave à organização dos professores para a luta. Vários diziam que não votariam por não serem filiados e nem ter a vontade de sê-lo, pela desconfiança que acumularam durante anos de chapa 1 – na direção estadual e também na da regional Sudoeste. Mas com a compreensão de que o sindicato é nosso e de que devemos retomá-lo, chamamos os professores a se filiarem para participarem das eleições e se fazerem ouvidos, votando na chapa 3 e nos candidatos do Professores pela Base.

A principal pauta que levantamos e mais chamou a atenção dos professores – além da luta contra os golpistas e a necessidade de darmos todo o peso para ela – foi a proposta de fim de todos os privilégios para os diretores da Apeoesp e o retorno à sala de aula após um mandato. O que mostra que os professores não querem mais supostos representantes que não sabem mais o que é lecionar em uma sala de aula abarrotada de crianças e adolescentes, passando pelas mais diversas precariedades para exercermos nosso trabalho.

Com esta campanha militante, que contou com a participação não só dos integrantes do Professores pela Base mas também de vários colegas que passaram estas ideias adiante, nossa candidata ficou em sexto lugar em um total de 20 candidatos (em que 17 eram da chapa 1).

Nós agradecemos todos os votos, que sabemos que são muito mais que isso, representam ombros que se juntam numa grande força para luta da classe trabalhadora pelos nossos direitos e pela educação. Como disse Luciana em sua declaração:

“Colegas Professoras e Professores!

Quero agradecer imensamente a todos que votaram nas eleições na minha candidatura pelo Professores pela Base! Um voto que está carregado de fúria e indignação contra a burocracia da chapa 1 que está na direção de nossa subsede Sudoeste e de toda a Apeoesp, e carregado também de vontade de lutar pelos nossos direitos e pela educação.

Esta vitória, que me coloca no posto de conselheira estadual e regional, é de todos nós professores, que conquistamos uma posição à frente na retomada de nosso sindicato em nossas mãos, para que seja de fato nossa ferramenta de luta. Agora, mais urgente que nunca, já que estamos nos enfrentando com os golpistas que querem de toda forma retirar nossos direitos mais fundamentais, nos fazer trabalhar até morrer e destruir de vez a educação pública. E é só o começo!
Espero dar a melhor contribuição a nossa luta, sendo uma voz dentro de nosso sindicato que potencialize toda a força de nossa classe!!!
Adiante, companheiros! E exijamos greve geral até derrubar Temer e as reformas!”

Seguimos acompanhando a apuração de outras subsedes e da direção estadual, fiscalizando para que a eleição não seja fraudada pela chapa 1, e para que garantamos que todos os votos dados à Chapa 3 da Oposição Unificada, como um grito de grande parte da categoria de “Fora Bebel”, se faça ouvir.




Tópicos relacionados

Eleições Apeoesp 2017   /    Apeoesp   /    Educação   /    Professores   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar