Internacional

DOSSIÊ ESPECIAL

Efeito Trump: O impacto sobre a economia mundial e latino-americana

sexta-feira 18 de novembro| Edição do dia

O Esquerda Diário oferece a seus leitores uma análise profunda sobre as possíveis consequências sob a economia e a geopolítica que podem oferecer o triunfo de Donald Trump, tanto mundialmente quanto na América Latina.

Nesse artigo Juan Ching, do Comitê de redação do Révolution Permanente da França, analisa as tensões entre um maior unilateralismo e o equilíbrio de poderes no plano geopolítico, como também a alternativa do lançamento de uma ofensiva econômica como competidor imperialista contra a China, os países semicoloniais e a Alemanha.

Presidência Trump: Mescla explosiva de cautela geopolítica e agressividade econômica

A América Latina sentiu o terremoto das eleições dos Estados Unidos. Após uma leve recessão em 2015, as projeções econômicas estão sendo revisadas para baixo no próximo ano. Junto com a mudança de ciclo, a economia regional expõe seus problemas estruturais históricos. Os contornos das variantes que se abrem frente a uma muito provável revisão das relações entre os Estados Unidos e seu denominado “quintal” são definidos nesse artigo de Pablo Anino.

América Latina deixa pra trás a “década ganha” e enfrenta novas turbulências

Brasil, México e Argentina são as três principais economias da região, respondendo por 70% do PIB da América Latina e Caribe. México é definitivamente o que mais sentirá o impacto do triunfo de Donald Trump, que colocou os imigrantes e o Tratado de Livre-Comércio no centro de seus ataques. O Brasil atravessa uma profunda recessão e se põe em dúvida a recuperação que estava vislumbrada pro próximo ano. A Argentina é talvez a menos afetada de forma direta, mas tem profundos desequilíbrios macroeconômicos e uma aposta na recuperação via endividamento externo que poderia ser alterada pela mudança na política monetária do Banco Central dos Estados Unidos.

Lucía Ruiz e Mónica Arancibia do La Izquierda Diario México analisaram o panorama mexicano. Daphnae Helena, colocou as perspectivas econômicas no Brasil. Por fim, Esteban Mercatante apresenta as tendência da situação econômica Argentina.

Abalo ou terremoto? A vitória de Trump e a economia mexicana

Quais são as consequência da eleição de Trump para a economia brasileira?

Se dificulta o plano de Macri de “ir reduzindo” mediante endividamento




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    Eleições Estados Unidos   /    Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar