Política

RIO GRANDE DO SUL

Eduardo Leite quer rifar as empresas publicas do RS" e mente sobre a CEEE

Em sua mais recente entrevista, Eduardo Leite candidato do PSDB ao governo do Rio Grande do Sul, mostrou seus planos de privatizações dos empresas estatais do Estado, como a CEEE, CRM, Sulgás. E também mente ao dizer que a CEEE é deficitária, para justificar privatização.

quarta-feira 12 de setembro| Edição do dia

Em sua mais recente entrevista, Eduardo Leite candidato do PSDB ao governo do Rio Grande do Sul, mostrou seus planos de privatizações dos empresas estatais do Estado, como a CEEE, CRM, Sulgás. Leite que vem se colocando como a “cara nova” para Rio Grande do Sul, mostra que na verdade irá vim com a velha política do seu partido PSDB e também de Sartori que ele tanto eleogia sua administração, de privatizar os serviços mais essenciais da população, e entregar essas empresas aos grandes empresários para lucrarem com esse serviços básicos para a população, que são a energia elétrica, o gás de cozinha e etc.

O candidato tucano em sua entrevista à Rádio Gaúcha, foi questionado sobre qual sua primeira medida a tomar se fosse eleito governador do Estado, o mesmo respondeu com entusiasmo que sua medida principal para a crise do Estado é Privatizar a CEEE, Sulgás e CRM, e pretende que seja pautada na Assembleia Legislativa ainda nos primeiros 6 meses de mandato. Leite afirma que as privatizações tem que ser efetuadas logo no ínicio do mandato em vez de ser no fim, afirmando que esse período é importante para seguir com a privatização por está longe das próximas eleições, principalmente as municipais, pois como afirmou, “que muitos deputados disputam a prefeitura das suas cidades, e seus interesses locais poderia interferir nas pautas”, mostrando que seu intuito é conseguir que as empresas estatais sejam entregue aos capitalistas o quanto antes.

Leite também passas falsas informações para justificar e privatização da CEEE que alega que a empresa é deficitária, e “vai demandar aporte de recursos... “, o que na verdade a empresa em sí não deficitária, pois a companhia é dividida em duas empresas: CEEE Distribuição, e CEEE Geração e Transmissão, onde a primeira mostrou prejuízos de 1,13 bilhão, enquanto a segunda mostrou superávit de 1,39 bilhão, mostrando que a empresa não está no total prejuízo. Leite omitiu essas informações na entrevista e alegou que a empresa no geral era deficitária, querendo justificar suas medidas de querer privatizar a empresa.

Eduardo Leite defende as privatizações para viabilizar parcerias-público-privadas (PPPs), alegando que seria necessário para ter investimento na infraestrutura do Estado. Na prática as PPPs são uma política em que o público paga e o privado lucra, uma sistematização da drenagem de recursos públicos para o setor privado, e o candidato do PSDB vem com essa velha prática do PSDB de privatizar os serviços públicos, onde as empresas têm o único intuito de lucrar em cima dos serviços essenciais para a população. Para isso irá querer que seja aprovadas o mais rápido possível na Assembleia, irá mentir e omitir informações sobre as empresas para justificar as vendas, além de também sucatear e precarizar os serviços prestados para a população.




Tópicos relacionados

Rio Grande do Sul   /    Eleições 2018   /    PSDB   /    Privatização   /    Política

Comentários

Comentar