Sociedade

#OCUPABRASÍLIA

ESCÂNDALO: APEOESP impede professores de SP de irem a Brasilia!

A maior categoria do Brasil, com mais de 200 mil afiliados ao sindicato, não poderá defender seu futuro na casa do Temer. Apesar da batalha da Oposição Unificada, a majoritária da APEOESP (PT/PCdoB) manteve as eleições no dia 25.

terça-feira 23 de maio| Edição do dia

Centenas de categorias de trabalhadores estão se preparando hoje para embarcar para a casa do Temer e dos políticos exigir o fim das reformas e do governo ilegítimo. Frente ao desafio lançado pelo golpista "se quiserem, me derrubem", a ida à Brasília promete pegar ainda mais fogo.

Porém, a maior das categorias, que foi linha de frente nas paralisações nacionais no dia 15 de Março e 28 de Abril, os professores do Estado de São Paulo, foram impedidos de também fazer parte dessa luta.

Sabemos que nós professores teremos que trabalhar em condições ultra precárias até conquistar uma aposentadoria, e com a reforma previdenciária, se quisermos aposentar aos 65 anos, teremos que começar a trabalhar aos 16, o que é impossível.

A revolta nas escolas da rede estadual é enorme, os professores tem vontade de lutar pelo seu futuro e o de seus alunos. Mas a direção do PT e PCdoB na APEOESP, sindicato da categoria, acha que é mais importante fazer eleição na manhã do dia 25 para a nova diretoria do que barrar esse tremendo ataque.

Novamente a Chapa 1, encabeçada pela conhecida Bebel, que já está chegando na segunda década fora da sala de aula num cargo sindical cheia de privilégios e nada sabe da vida das professoras, está cometendo um crime contra a categoria. Ignorando completamente a exigência da Chapa 3 - Oposição Unificada de adiamento das eleições para organizar a luta,Bebel chegou a dizer que não adiantava ir à Brasília porque o governo votaria a reforma antes do dia 24.

Mas o governo não votou, e pior ainda, caiu uma bomba no Congresso com as denúncias contra Temer. Mas para a Chapa 1 tudo segue na normalidade dos seus calendários, provando que mais importa a eles a renovação de seus cargos do que organizar essa imensa força de trabalhadores da educação para barrar os ataques dos golpistas.

Na TV o PT fala alto contra as reformas, fala em direitos do povo, chama os trabalhadores às ruas. Mas na prática, à frente dos principais sindicatos do país, à frente da CUT o que o PT verdadeiramente está fazendo é segurar a classe trabalhadora, impedir que lutemos, nos trair e nos enganar, para que toda nossa revolte fique bem contida esperando para se transformar num voto no Lula em 2018.

Não queremos saber de 2018! Nós professores precisamos e queremos lutar agora. Infelizmente, serão milhares de professores que não fogem à luta impedidos de fazer parte dessa batalha. Mas a guerra continua, e mais do que nunca se torna urgente retomar a APEOESP para as mãos dos próprios professores, para que seja um instrumento de luta e não de benefícios pessoais de burocratas ou um cabo eleitoral do Lula e do PT.

Nós do Professores pela Base acreditamos que a classe trabalhadora organizada poderá derrubar essas reformas, esse governo golpista e fazer com que sejam os empresários a pagar pela crise.

Chamamos todos os professores do Estado de SP a repudiar a decisão da chapa 1 de impedir a ida à Brasília, e expressar toda sua vontade de lutar votando Chapa 3 - Oposição Unificada nessas eleições, e se organizando em comitês em cada escola para sermos uma grande força nessa luta tomando em nossas próprias mãos os próximos passos.




Tópicos relacionados

#OcupaBrasília   /    Eleições Apeoesp 2017   /    Professores São Paulo   /    Sociedade   /    Educação   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar