Cultura

EM DEFESA DA ARTE DE RUA

“É tirar sua voz”: entrevista com a artista Negahamburguer

Como parte da campanha “em defesa da arte de rua” entrevistamos a artista e grafiteira Negahamburguer.

Gabriela Farrabrás

São Paulo | @gabriela_eagle

segunda-feira 6 de fevereiro| Edição do dia

No sábado, 4 de fevereiro, a juventude faísca, como parte da campanha “em defesa da arte de rua” lançada pela Diana Assunção através do Esquerda Diário, foi até a casa da artista Eve Queirós, conhecida nos muros da cidade como Negahamburguer.

Negahamburguer através de suas mulheres fora do padrão, negras, com estrias presentes nos muros das cidades, em suas telas, tatuagens e seu livro “Beleza Real”, busca representar o corpo da mulher real; um corpo não aceito socialmente, não presente na mídia. A arte de Negahamburguer mostra que esse corpo é um corpo belo.

Durante a nossa conversa, Eve falou de como começou a fazer grafite, a descoberta do feminismo, o reconhecimento como mulher negra, a maneira como a arte e política sempre estiveram ligadas, e um pouco sobre a política higienista de João Dória.

Assista a entrevista completa:




Tópicos relacionados

Arte de Rua   /    Grafite   /    São Paulo (capital)   /    Cultura

Comentários

Comentar