Sociedade

DOVE RACISTA

Dove racista pede desculpa depois de propaganda que coloca mulheres negras como sujas

A marca Dove teve que pedir desculpas depois do rechaço nas redes sociais a sua campanha racista, que coloca mulheres negras como “sujas” em contraposição as mulheres brancas.

segunda-feira 9 de outubro| Edição do dia

A propaganda da marca de higiene pessoal mostra um “antes” e “depois” das mulheres que usam os produtos Dove. O “antes” seria uma mulher negra vestindo uma camiseta do seu tom de pele, e o "depois" é a mulher tirando a camiseta mostrando outra com tons claros por baixo, quando se revela uma mulher branca. Ou seja, dá-se a entender que com o produto as mulheres “se limpam” e clareiam a pele.

Em 2011 a marca já havia feito propaganda similar, em que mulheres negras são o “antes” e brancas o “depois”. Essas propagandas são profundamente racistas e colocam as mulheres negras nos piores lugares da sociedade, reafirmando um padrão de beleza e higiene que é branco, ou seja, que não reflete a realidade de várias mulheres no mundo.

Depois de muito rechaço à campanha nas redes sociais e ameaça de boicote, a empresa disse que “lamenta a ofensa que causou” e chegou a conclusão de que errou na representação das mulheres negras.

A Dove pertence a Unilever, multinacional que no Brasil está demitindo e terceirizando trabalhadores em Vinhedo e que mandou reprimir os que entraram em greve, atacando assim o direito dos trabalhadores lutarem pelos seus empregos e pelo sustento de suas famílias.

Mostra assim que em nome dos seus lucros, em qualquer lugar do mundo, se utiliza do que for preciso para melhor explorar, seja do racismo, da terceirização, das reformas de Temer ou do aparato repressivo da polícia.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Racismo   /    Negr@s   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar