Política

CORONAVÍRUS

Dos 1000 respiradores comprados por Witzel, só 52 chegaram e não servem pra Covid

Apenas 5% dos respiradores encomendados da empresa ARC FONTOURA chegaram, sendo modelos diferentes dos encomendados e que não são adequados para conronavírus.

segunda-feira 11 de maio| Edição do dia

Em meio a pandemia, segundo um documento de uma funcionária da secretaria de Saúde, o processo de compra desses respiradores apontavam descrições do produto e marca diferentes dos que foram encaminhados para a secretaria. Inclusive, especialistas já chegaram a apontar que tais produtos não são recomendados para o uso de pacientes que contraíram a doença COVID-19.

Não bastasse a negligência com a vida das pessoas, demonstrada nessa compra, tais respiradores foram enviados para hospitais do Estado, comprometendo diretamente a vida das pessoas que necessitam desse insumo. Não obstante, todas as empresas responsáveis para venda desses respiradores sequer vem cumprindo o prazo estabelecido de entrega desses materiais. Enquanto isso, o Rio de Janeiro vem sendo o estado com maior taxa de mortalidade do país.

Ainda que algumas pessoas, como um dos donos dessas empresas, tenham sido presas por suspeita de serem beneficiadas durante a compra emergencial de respiradores pro Estado, sabemos muito bem que esse odioso episódio só escancara que o compromisso de empresários e demagogos como o governador Wilson Witzel, não prioriza a vida daqueles que mais vem pagando com as consequências dessa pandemia. Pelo contrário, lucram diretamente com a negligência da saúde das pessoas, estabelecendo diretamente quando é que os pacientes poderão ser atendidos por determinarem o prazo de entrega de insumos importantes como os respiradores, inclusive pra depois entregarem um produto que só vai piorar sua condição de vida por que sabem que os governantes que vem administrando essa crise dão um respaldo para essa prática historicamente!

É por isso que, em meio não podemos confiar nesses empresários ou em governadores demagógicos como Witzel para solucionar essa crise. Todos são responsáveis seja por criarem as condições sanitárias que a permita reproduzi-la, ao sucatear a saúde, como também para agravá-la, através de exemplos desse caso. Frente a isso, a única maneira de darmos uma solução consequente a essa crise e que não coloque o lucro acima das vidas das pessoas é através da centralização do sistema de saúde, sob o controle daqueles que vem sendo a verdadeira linha de frente no combate a essa crise no mundo! Ou seja, os próprios trabalhadores da Saúde, que no Brasil vem sendo hostilizados e ameaçados fisicamente por bolsonaristas, arriscando suas próprias vidas, justamente porque muitas vezes, operam sem equipamentos de proteção individual insuficientes, para salva a dos demais.

E não só o Sistema de Saúde deveria passar por esse tipo de mudança, mas toda a indústria também deveria ser planificada para a atender as necessidades de combate ao coronavírus, através da produção de insumos como os próprios respiradores ou qualquer outro bem que seja útil para solucionarmos essa crise. Mas, como já vimos, não serão esses empresários, que só desejam o lucro e vantagens, que atenderão essa necessidade, mas só a classe trabalhadora unida e organizada que poderá responder até o final esses problemas.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Wilson Witzel   /    Política

Comentários

Comentar