Política

ELEIÇÕES 2018

Dória usa escolas e clínicas estrangeiras para esconder as do PSDB em SP

João Dória (PSDB), candidato a governador de São Paulo, utilizou cenas de escolas e clínicas estrangeiras no seu programa eleitoral para ilustrar falsamente seus feitos de quando era prefeito de SP.

segunda-feira 17 de setembro| Edição do dia

João Dória (PSDB), candidato a governador de São Paulo, utilizou cenas de escolas e clínicas estrangeiras no seu programa eleitoral para ilustrar falsamente seus feitos de quando era prefeito de SP. Segundo a rádio CBN, o material contém trechos filmados nos Estados Unidos e na Rússia e é comercializado por bancos de imagens. As mesmas cenas foram encontradas em vídeos antigos no YouTube, Twitter e outros canais ligados às redes americanas NBC e CBS pela reportagem da emissora.

Na última quarta-feira (12), a campanha de Dória exibiu o programa voltado para as mães no horário eleitoral gratuito. No vídeo, o ex-prefeito conversa com uma mulher que teria sido beneficiada por uma “creche de primeiro mundo” criada em sua gestão. Ele afirmou que as crianças matriculadas em creches da prefeitura serão examinadas por médicos no início do ano letivo, receberão alimentação de qualidade e uniformes de inverno e verão.

Essas promessas, além de serem representadas por cenas de outros países na propaganda eleitoral que não representam os feitos do ex-prefeito na cidade de São Paulo, são uma grande mentira. Nos anos que Dória foi prefeito uma das coisas que ele não abriu mão foi de atacar a saúde e a educação. Como merenda escolar, ele chegou a tentar implementar um projeto que oferecia a Farinatta para as crianças, uma ração feita com restos das indústrias de alimentos sem nenhum valor nutritivo.

Além disso, Dória tentou implementar o Sampaprev, uma brutal reforma da previdência contra os servidores municipais que seria gerido pelo setor privado. Na sua passagem pela prefeitura de SP a importância que ele deu à saúde foi bem representada pelo fechamento de 108 AMA’s, além das parcerias com empresas do ramo farmacêutico com o único objetivo de agradar seus aliados.

Diante de todos esses fatos, a campanha do tucano diz que utilizou o banco de imagens pois o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) não permite exibir crianças sem autorização judicial. Afirma que o programa não mostra imagens com salas e infraestrutura, mas detalhes e, em nota, disse que as imagens externas foram realizadas em frente a uma creche paulistana. Essas justificativas, no entanto, não enganam ninguém, pois apesar da propaganda eleitoral tentar embelezar os feitos de Dória em São Paulo quando estava na prefeitura para tentar esconder as de SP, ela não apaga todos os ataques que ele aplicou contra os professores, as crianças e a população pobre.




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    João Doria   /    PSDB   /    Educação   /    Saúde   /    Política

Comentários

Comentar