Sociedade

DORIA E A "RAÇÃO PARA POBRES"

Doria retrocede e diz não saber mais se vai distribuir “ração humana”

Depois de todo o escândalo do novo programa da prefeitura de São Paulo, que prevê a distribuição de alimentos próximos ao vencimento reprocessados aos mais pobres, prefeitura retrocede e diz não saber mais se vai distribuir a chamada “ração pra pobre”.

terça-feira 17 de outubro| Edição do dia

Na semana passada denunciamos nesse diário o novo programa do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), intitulado “Alimento para Todos”. O projeto pretende distribuir para a população pobre alimentos reprocessados que não seriam vendidos, incluindo alimentos com a data de validade próxima ao vencimento. Ao mesmo tempo, seriam concedidas isenções fiscais à empresa responsável pela sua produção. Ou seja, restos de comida para os mais pobres e mais dinheiro pras empresas.

Diversos nutricionistas se posicionaram contra esse programa e até o Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região do Estado de São Paulo (que engloba a cidade de São Paulo) declarou que a proposta “contraria os princípios do Direito Humano à Alimentação Adequada”.

O próprio secretário de Assistência e Desenvolvimento Social da Prefeitura de São Paulo, Filipe Sabará, não conseguiu esconder a cara de nojo ao experimentar a “ração humana” em uma entrevista dada ao SBT.

Prefeitura retrocede na distribuição da “ração pra pobre”

Embora em seu vídeo de lançamento, Dória tenha anunciado que as primeiras distribuições do reprocessado seriam ainda em outubro, inicialmente em São Paulo, mas com o objetivo de expandir pro Brasil inteiro e que a parceria entre a Prefeitura e a Plataforma Sinergia já estava fechada, depois de toda a repercussão negativa desse projeto absurdo, a Secretária de Direitos Humanos, Eloísa Arruda, afirmou em entrevista ao UOL, que nenhuma parceria ainda foi firmada e que a Prefeitura ainda não sabe se irá distribuir o produto.

Ainda segundo Eloísa Arruda, o programa tem respaldo jurídico pela lei que cria a Política Municipal de Erradicação da Fome e de Promoção da Função Social dos Alimentos, sancionada por Doria no mesmo dia do lançamento do programa.

Foto: Reprodução/Youtube




Tópicos relacionados

João Doria   /    Sociedade   /    Política

Comentários

Comentar