Política

HIGIENISTA

Dória é recebido por protesto nesta manhã na missa de aniversário de SP

Dória é surpreendido por manifestantes na missa de aniversário de São Paulo na Sé.

quarta-feira 25 de janeiro de 2017| Edição do dia

Foto: G1
Hoje ao chegar na praça da sé para a missa de aniversário da cidade o prefeito João Dória, se deparou com dezenas de manifestantes. No alto cartazes diziam “cidade cinza”, “mais cor por favor”, em referência a ação do prefeito de pintar de cinza o mural de arte urbana na 23 de maio. Ainda demandas como saúde e transporte estavam na pauta dos manifestantes.

O prefeito João Dória mal assumiu e já descarregou diversos ataques nas costas da população da cidade. Com seu projeto “cidade linda” já despachou moradores de rua, já os cercou e escondeu, já apagou um dos maiores murais de arte urbana da América Latina. Sua política higienista tem despertado repúdio da juventude, e com medo de protestos, Dória colocou a Guarda Civil para defender sua mansão. Isso não impediu que não fosse surpreendido na missa de aniversário de São Paulo.

Leia mais: Dória destrói maior mural de grafite da América Latina

O prefeito vem construindo descaradamente uma política elitista e higienista, baseado nas normas das grandes galerias. Declarou guerra aos pichadores, chamando-os de agressores. O prefeito não reconhece a população pobre como parte da cidade, quer nos esconder.

Leia Mais: Servidores se demitem após decreto de Dória para moradores de rua

Nós defendemos a livre expressão. O prefeito acha que pode decidir o que é lindo, o que é arte, o que deve ser visto. Isso pra mim cheira censura. A arte da periferia é linda sim, se a elite gosta do cinza que pintem suas próprias caras, por que a cidade é nossa e arte de rua é resistência.

Leia mais: Página de Diana Assunção atacada no Facebook por defensores de Dória




Tópicos relacionados

João Doria   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar