Política

DORIA CORTA COMBATE À VIOLÊNCIA DE GÊNERO

Doria corta R$ 3 milhões do programa de atendimento às mulheres vítimas de violência

segunda-feira 19 de junho| Edição do dia

O prefeito João Doria (PSDB) reduziu em três milhões de reais a verba destinada ao atendimento de mulheres vítimas de violência, de R$ 27,7 para R$ 24,7 milhões. Esses números foram obtidos por meio da lei de acesso a informação.

Entre janeiro e abril de 2017 sete mulheres sofreram feminicídio, fora o número de mulheres que foram assassinadas, mas que não foi registrado como feminicídio. O número de atendimentos aumentou 31,53% em comparação com o mesmo período do ano passado nos CDCMs (Centro de Defesa e Cidadania das Mulheres).

Mesmo assim, Doria reduz 3 milhões no orçamento para esse fim, demonstrando que seu governo pouco se importa com os casos diários de estupros, ameaças, violência doméstica, tortura e outras formas de agressão sofridas pelas mulheres. Com essa redução mais mulheres ficarão sujeitas ao cárcere privado imposto pelo agressor, não terão acesso ao acolhimento necessário para que possam se livrar da situação e reconstituir suas vidas.

Capitalismo e machismo andam juntos, e são as mulheres que mais sofrem nesse sistema. Por isso a necessidade de acolhimento, para que a vítima possa voltar a viver e quem sabe lutar por outras mulheres vítimas de violência. É fundamental a unidade das mulheres com os trabalhadores para lutar contra esse tipo de governo machista que pouco se importa com as vítimas diárias da cidade de São Paulo.

Pode lhe interessar: DOSSIÊ ESPECIAL Dia Internacional de combate à violência contra as mulheres




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar