Sociedade

DESABAMENTO SP

Dono de mansão, João Doria acusa moradores do prédio desabado de criminosos

quarta-feira 2 de maio| Edição do dia

Ex-prefeito de São Paulo e pré-candidato ao governo do Estado, João Doria (PSDB) disse nesta terça-feira (1) que o prédio no centro de São Paulo que desabou após um incêndio durante a madrugada era ocupado por uma "facção criminosa". Aparentemente, não estava se referindo ao próprio PSDB.

O tucano lobbista, dono de mansão na capital, disse ainda que houve várias tentativas da prefeitura de desocupar e abrigar as pessoas do prédio. A afirmação foi feita durante visita do tucano à Agrishow (Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação), em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo).

“O prédio foi invadido e parte desta invasão financiada e ocupada por uma facção criminosa”, disse à Folha de S. Paulo.

Uma pessoa morreu e outra desapareceu no incêndio do prédio de 22 andares no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo, na madrugada desta terça-feira, 1º. Foi um incêndio de grandes proporções seguido de desabamento do prédio, que mostra a tragédia da situação urbana pautada pela especulação de imóveis. Prefeitura e Estado são responsáveis por esse crime!

O prédio já havia passado por vistoria, na qual foram relatadas as péssimas condições do local às autoridades do município, mas nem o ex-prefeito Doria (PSDB), o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) ou seu atual sucessor, Márcio França (PSB), se preocuparam com as centenas de famílias, muitas delas de imigrantes, que ocupavam o espaço.

Junto ao governo Alckmin/Márcio França, a prefeitura Doria/Bruno Covas são os verdadeiros criminosos. Donos de mansões de luxo, favorecem os especuladores imobiliários que lucram com prédios desocupados em todas as principais regionais da cidade, incluindo o centro de SP. As pessoas sem condições dignas de moradia não tem para onde ir, e são obrigadas a ocupar edifícios públicos em péssimas condições de manutenção.

Um plano de obras públicas, financiado com impostos progressivos sobre as grandes fortunas e mansões, é necessário para combater essa situação. Há estrutura física (edifícios, apartamentos, casas) disponível para abrigar todas as pessoas em situação de rua em São Paulo: estes imóveis estão nas mãos dos especuladores. É necessário expropriar esses imóveis, sem indenização, e disponibilizá-los aos moradores de rua que tem necessidade real de utilizá-los. Não é possível permitir que pessoas continuem morrendo por desabamentos e incêndios para que uma pequena minoria de ricos especuladores siga lucrando.

Para colocar em prática esse programa é necessário combater a direita e os golpistas com uma política de independência de classe, que tenha como objetivo um governo dos trabalhadores de ruptura com o capitalismo. Dória, o criminoso é você!

Veja o vídeo do MRT direto do local do desabamento:




Tópicos relacionados

João Doria   /    PSDB   /    Sociedade   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar