Mundo Operário

PRECARIZAÇÃO

Dois jovens trabalhadores morrem eletrocutados em um McDonald’s no Peru

Em Lima dois jovens morrem devido a precarização. Funcionários de uma rede local de fast-food do McDonald's morreram eletrocutados enquanto limpavam a cozinha. A fatalidade ocorreu na madrugada de domingo, no distrito de Pueblo Libre, com os trabalhadores, dois jovens, sendo um rapaz de 18 anos e uma garota de 19.

terça-feira 17 de dezembro de 2019| Edição do dia

Segundo informações locais, a menina sofreu a descarga elétrica enquanto manuseava uma máquina de refrigerante. Seu colega tentou ajudá-la, mas também foi atingido pela descarga. As vítimas são Carlos Campos e Alexandra Porras, que concluíram recentemente o Ensino Médio e trabalhavam no turno da noite há seis meses naquele estabelecimento.

A morte trágica de dois jovens, cuja a vida deveria estar apenas no seu princípio, choca pela prematuridade e também pelas condições de trabalho em uma das maiores redes de fast-food do mundo. O Peru que também atravessa uma crise orgânica é palco de uma disputa política para aplicar os ajustes capitalistas.

É importante lembrar que o governo peruano intencionado pelo plano econômico e os interesses empresariais, acima e contra as demandas populares, têm cortado os direitos dos trabalhadores e quer facilitar as demissões coletivas. Em linhas gerais, esse plano, busca precarizar ainda mais o trabalho e facilitar a privatização dos recursos naturais e dos serviços públicos.

Por isso devemos nos apoiar na luta de diversas categorias e povos campesinos na luta contra os ajustes.

Contra a precarização do trabalho nos solidarizamos com as vidas de Carlos Campos e Alexandra Porras!




Tópicos relacionados

Peru   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar