AO VIVO

Direto de Brasília: juventude protesta contra a redução da maioridade penal

terça-feira 30 de junho de 2015| Edição do dia

1 / 2

Atualizado às 14:22

Mais de mil jovens estão reunidos em Brasília em frente ao Congresso Nacional para protestar contra a redução da maioridade penal.

Sua entrada na chamada "casa do povo" está sendo impedida pela Polícia Militar e pelas forças de segurança do Congresso. Uma militarização do Congresso a favor de toda militarização da vida da juventude, e trata-se de uma tentativa, também de disciplinar a juventude que protagonizou as jornadas de junho, inibir os protestos e seus protagonistas.

A manifestação é construída por diversas organizações da juventude, tal como o coletivo Juntos, a ANEL, a UNE, UBES. A Juventude às Ruas e diversos coletivos participam da manifestação. A maior parte dos presentes são estudantes secundaristas.

Também participam da manifestação os comandos nacionais das greves dos professores das universidades federais e também o comando nacional da greve dos técnicos das universidades federais que também estão em greve.

Veja abaixo o depoimento de alguns membros da Juventude às Ruas direto da manifestação.

Ao chegar no Congresso Nacional a maioria dos estudantes foram barrados, porém, em acordo com Eduardo Cunha, o presidente da casa autorizou a entrada de representantes da UNE e da UBES, entidades estudantis dirigidas pela UJS, corrente estudantil ligada ao PCdoB que apoia o governo federal e que volta e meia vota junto a Eduardo Cunha em diversas medidas.

Este impedimento aos jovens presentes e a autorização somente a correntes governistas mostra como há um acordo para PT e PCdoB mostrarem-se contra a redução, ao mesmo que tempo que seus partidos já acordaram com Serra uma "contraproposta" à redução, aumentar o tempo de detenção dos jovens de 3 para 8 anos. Os representantes estudantis deste acordo repressivo podem entrar, com acordo do reacionário presidente da casa. Veja a seguir a denúncia feita por estudante da Juvente às Ruas direto de Brasília:

Veja também algumas fotos do ato:




Tópicos relacionados

Maioridade Penal

Comentários

Comentar